Depois de muitos pedidos dos leitores, a Figura Editora traz ao Brasil a obra máxima de Sergio Toppi: O Colecionador. Em uma edição com mais de 260 páginas, o livro reunirá todos os cinco álbuns deste que é o seu único personagem criado pelo mestre italiano em sua longa carreira.

O Colecionador é um misterioso milionário que viaja aos confins do mundo atrás de objetos para a sua extraordinária coleção. Não lhe interessa objetos que tenham valor de mercado, seja por sua antiguidade ou beleza, mas sim aqueles que, segundo suas palavras, tenham “algum significado especial para mim […] que foram protagonistas de histórias que só eu conheço graças as minhas pesquisas”.

Cada objeto, que carrega alguma característica fantástica, nomeia cada um dos episódios da série: “O cachimbo de pedra vermelha”, “O obelisco da terra de Punt”, “A lágrima de Timur Leng”, o “Cetro de Muiredeagh” e “O colar de Padmasumbawa”. O Colecionador Integral terá cerca de 260 páginas, capa dura, miolo em preto e branco com papel couchê 115g, formato A4 (o mesmo formato dos livros Sharaz-de vols. 1 e 2 e Tanka).

A série nasceu por uma sugestão de Sergio Bonelli (editor de Tex, Dylan Dog e outros), que convenceu Toppi de que ele deveria criar um personagem que ficasse no tempo, que marcasse sua obra. A estreia de O Colecionador se deu na revista italiana L´Eternauta, em 1982. O ambiente em que o enigmático andarilho atua são familiares à obra do artista: a aventura clássica ambientada no final do século XIX, que aborda as mais distintas culturas da humanidade.

Em sua totalidade, O Colecionador abrange 24 anos de produção de Toppi, já que o último livro da série saiu em 2006. Isso faz dessa edição integral uma excelente amostra da evolução do artista ao longo desse tempo.

Sergio Toppi (Itália, 1932-2012) é um dos mais importantes nomes da tradição italiana dos quadrinhos. Sua produção de histórias em quadrinhos foi dominada por histórias curtas e sem protagonista definido, sendo O Colecionador, criado em 1982, o seu único personagem recorrente.

Em 1992, ganhou o prêmio Caran d’Ache de melhor ilustrador. Assíduo participante de festivais de quadrinhos mundo afora, Toppi esteve no Brasil em 2003 como convidado do Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), em Belo Horizonte (MG).

Para conferir todos os detalhes de “O Colecionador” e apoiar essa iniciativa, visite a página do projeto no Catarse, clicando aqui.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
https://impulsohq.com/wp-content/uploads/2021/02/o-colecionador-figura-catarse.jpghttps://impulsohq.com/wp-content/uploads/2021/02/o-colecionador-figura-catarse-150x150.jpgRenato LebeaunotíciasquadrinhosCatarse,figura,O Colecionador,Sergio ToppiDepois de muitos pedidos dos leitores, a Figura Editora traz ao Brasil a obra máxima de Sergio Toppi: O Colecionador. Em uma edição com mais de 260 páginas, o livro reunirá todos os cinco álbuns deste que é o seu único personagem criado pelo mestre italiano em sua longa...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!