Lançado há mais de 200 anos, o poema que inspirou gerações é um marco na literatura mundial

“Nunca mais”

Uma frase enigmática, dita por um pássaro sombrio, numa noite de solidão. Um clássico atemporal, que inspira filmes, peças e permeia a imaginação dos leitores. O que é fantasia e o que é realidade? Era apenas a dor de uma perda ou um recado vindo do além? Há quem diga que foi um pesadelo, e outros que sabem que era um presságio. A verdade é que a ave era enfática e o homem sabia, nunca mais a vida seria como antes.

A Faro Editorial lança este mês uma edição especial do clássico de Edgar Allan Poe, “O Corvo”. Com tradução de Thereza Christina Rocque da Motta, a obra-prima de Poe chega as livrarias numa edição capa dura e bilingue, com as ilustrações originais de James Carling.

Um homem atormentado pela morte da amada é despertado pelo barulho incessante de um corvo, e a trama que se desenrola no poema demonstra tanto a genialidade do autor quanto os demônios que ele carregava.

“The Raven” é o texto fundador de apresentação da Filosofia da Composição, proposta pelo autor, em que afirma que a boa escrita nasce de um processo metódico e analítico, e não intuitivo. Poe escreveu diversos livros e contos, mas nenhuma outra história atraiu tantos leitores e tamanho reconhecimento pela crítica especializada.

“O Corvo” foi publicado dois anos após a morte precoce da esposa de Poe. E o autor não teve tempo para ver o sucesso de sua obra. Morreu na miséria e sem saber que seu corvo seria adaptado para TV, cinema, séries, cartoons e teatro por sua carga dramática, perene e universal.

Edgar Allan Poe nasceu em Boston em 19/01/1809 e faleceu em Baltimore em 7/10/1849. Foi poeta, contista, editor, crítico literário e trabalhou em diversos jornais em Richmond e Nova York, onde publicou diversas de suas histórias.

Poe foi um dos primeiros contistas americanos e é considerado o inventor do gênero de ficção policial e científica, e o primeiro a tentar sobreviver como escritor. Casou-se em segredo com sua prima Virginia, de 13 anos, que veio a falecer 11 anos mais tarde de tuberculose, dois após a publicação de “O Corvo”, em 1845.

Em 1839, foi publicada, em dois volumes, sua coleção Tales of the Grotesque and Arabesque (traduzida para o francês por Baudelaire como Histoires Extraordinaires), que, apesar do insucesso financeiro, é apontada como um marco da literatura norte-americana. Entre seus vários contos famosos estão “O gato preto” e “Os assassinatos da Rua Morgue”.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Edição especial bilingue de “O Corvo” de Edgar Allan Poehttps://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/12/o-corvo-faro-editorial-capa.jpghttps://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/12/o-corvo-faro-editorial-capa-150x150.jpgRenato Lebeauliteratura nerdnotíciasEdgar Allan Poe,Faro Editorial,O CorvoLançado há mais de 200 anos, o poema que inspirou gerações é um marco na literatura mundial “Nunca mais” Uma frase enigmática, dita por um pássaro sombrio, numa noite de solidão. Um clássico atemporal, que inspira filmes, peças e permeia a imaginação dos leitores. O que é fantasia e o que...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!