Finalmente chega aos cinemas o longa live action do ouriço azul mais veloz dos games. Depois de passar por uma reformulação no design do personagem por causa das críticas super negativas, o filme chegou aos cinemas brasileiros e se mostra uma boa surpresa. Sonic: O Filme é mais do que uma viagem ao passado. Mesmo com as referências aos jogos, a produção tenta não replicar a história que já conhecemos, mas dá uma nova roupagem. As fases do jogo viraram planetas e Green Hill uma pequena cidade em Montana. O longa começa com Sonic narrando os acontecimentos enquanto é atacado por Robotnik dentro de um veículo voador. Esse recurso tem sido bastante utilizado ultimamente e funciona para alguns filmes e não para outros. Neste caso eu diria que foi interessante para interagir com o expectador. O nosso herói veio parar na Terra fugido de seu próprio mundo por causa de sua velocidade. Ele vive escondido em uma pequena cidade onde conhece a todos, mas ninguém sabe dele. O sentimento de solidão na multidão dá um pouco de profundidade no personagem. A virada na história acontece bem ali, num momento de solidão com sentimento exacerbado, onde ele exagera e acaba causando um blecaute, chamando atenção para si. O governo chama o excêntrico Dr. Ivo Robotnik (Jim Carrey) e isso obriga Sonic a pedir a ajuda para o único humano que ele confia, Tom Wachowski (James Marsden, de Westworld). A trama simples fala sobre amizade, companheirismo e aproveitar a vida para fazer coisas antes que seja tarde. Ainda assim, o filme é bem despretensioso e isso faz com que funcione. O humor é cheio de trocadilhos e, assim como nos desenhos do Sonic, ele não para de falar e é bem impulsivo. E precisamos falar de outro astro deste filme: Jim Carrey. Se você já viu qualquer filme do ator nos anos 90, em alguns momentos dava para ver o Charada, Ace Ventura ou o Grinch. Ele entrega um ótimo vilão, dando uma personalidade que antes não vimos já que nas animações e no game ele acaba tendo pouca personalidade. Marsden tem certa experiência com filmes que misturam animais antropormórficos e como nos outros filmes ele está bem ok. Sonic: o filme é divertido, chamará a atenção das crianças e com bastante cara de sessão da tarde, o que dá aquele gostinho de nostalgia para os mais velhos. Mal posso esperar pela continuação. Vale a pena ficar para a cena pós-créditos.

Sonic: o filme
Direção: Jeff Fowler
Roteiro: Patrick Casey, Josh Miller
Fotografia: Stephen F. Windon
Trilha Sonora: Junkie XL
Elenco: Adam Pally, Jim Carrey, James Marsden, Neal McDonough, Ben Schwartz (Voz), Tika Sumpter, Debs Howard, Leanne Lapp, Shannon Chan-Kent, Melody Nosipho Niemann
Produção: Takeshi Ito, Neal H. Moritz, Toru Nakaharar
Estúdio: Original Film, Paramount Pictures, Segal NYC
Distribuição nacional: Paramount Pictures

Nós Assistimos: Sonic – o filmehttps://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/02/sonic-o-filme-8.jpghttps://impulsohq.com/wp-content/uploads/2020/02/sonic-o-filme-8-150x150.jpgLaís Tigrenós assistimosAdam Pally,Ben Schwartz (Voz),Debs Howard,James Marsden,Jeff Fowler,Jim Carrey,Josh Miller,Junkie XL,Leanne Lapp,Melody Nosipho Niemann,Neal H. Moritz,Neal McDonough,Original Film,Paramount Pictures,Patrick Casey,Segal NYC,Shannon Chan-Kent,Sonic,Stephen F. Windon,Takeshi Ito,Tika Sumpter,Toru NakahararFacebook Twitter Instagram Youtube Finalmente chega aos cinemas o longa live action do ouriço azul mais veloz dos games. Depois de passar por uma reformulação no design do personagem por causa das críticas super negativas, o filme chegou aos cinemas brasileiros e se mostra uma boa surpresa. Sonic: O Filme é mais do que...O Impulso HQ é um site e canal no YouTube dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!