Posts com a Tag ‘Maria Erótica’

Tesouros da Grafipar na Gibicon nº1

Por Renato Lebeau | 14 setembro de 2012

Convenção terá a participação de Faruk el Katib, dono da extinta editora Grafipar

Continuando a falar mais da programação do Gibicon nº1 – Convenção internacional de quadrinhos de Curitiba – que será realizada entre 25 e 28 de outubro, Fabrizio Andriani, revelou ao Impulso HQ qual será um dos temas mais importantes da edição de 2012, trata-se da Grafipar, editora que ficou famosa por publicar apenas quadrinho nacional.

A exposição “Tesouros da Grafipar” irá mostrar os trabalhos dos autores da geração que propiciou sua criação, entre eles Claudio Seto, Flavio Colin, Mozart Couto, Rodval Matias, Gustavo Machado, Julio Shimamoto, Nelson Padrella, Fernando Ikoma, Luis Rettamozo, Franco de Rosa entre muitos outros que entre os anos 1970 e 1980 criaram a maior editora de quadrinhos fora do eixo Rio-SP.

Fabrizio Andriani revela que será uma mega-exposição com esse tema e entre os convidados destaca a presença de Watson Portela. “Estamos fazendo um resgate histórico importante e contando uma historia que ficou engasgada na garganta de muitos fãs e que finalmente após mais de 30 anos está voltando à tona. Sem contar o fato que foi a maior editora de quadrinhos do Paraná e foi, no seu auge, a mais importante do Brasil”, disse Fabrizio.

(mais…)

HQ, além dos balões – entrevista Gonçalo Jr

Por Renato Lebeau | 24 setembro de 2010


Já está no ar mais um programa HQ, além dos balões, programa homenageado com o 1º Troféu Bigorna na categoria “Grande Contribuição à HQ Nacional” (2008) e foi indicado ao 21º Troféu HQMix na categoria “Mídia sobre Quadrinhos”(2009/2010).

Nesta edição uma entrevista com Gonçalo Jr. que fala sobre o seu mais novo lançamento, o livro “Maria Erótica e o Clamor do Sexo”, que aborda um período da história dos quadrinhos nacionais representado pelas editoras “Edrel” e “Grafipar”. O autor nos contou sobre o processo de pesquisa, as entrevistas que fez com os envolvido, dados curiosos e também nos falou de seus projetos futuros para as obras que darão continuidade ao seu trabalho.

Confira também, na íntegra, as últimas palestras e mesas-redondas que aconteceram durante o 2º HQ em Pauta.

(mais…)

Maria Erótica e o Clamor do Sexo

Por Renato Lebeau | 12 agosto de 2010

Livro de Gonçalo Junior faz revelações surpreendentes sobre a repressão a editores, artistas gráficos e de quadrinhos e jornalistas no período mais obscuro da história do país no século 20

No dia 26 de agosto, quinta-feira, das 19h às 23h, na Comix Book Shop será lançado “Maria Erótica e o Clamor do Sexo”, escrito pelo jornalista Gonçalo Júnior, que estará presente autografando exemplares do livro.

Com 496 páginas e mais de 500 imagens sobre os 21 anos de militarismo que dominou o Brasil, Maria Erótica e o Clamor do Sexo é uma publicação da Editora Peixe Grande que tem como slogan “um mergulho na história da pornografia, imprensa, do humor e dos quadrinhos”.

Muitos livros já foram escritos sobre a ditadura militar brasileira. Centenas. Talvez milhares. Mas nenhum pelo inusitado ângulo tratado por Maria Erótica e o clamor do sexo – Imprensa, Pornografia, comunismo e censura na ditadura militar – 1964-1985, do jornalista Gonçalo Junior, autor de livros como A Guerra dos Gibis (Companhia das Letras) e Enciclopédia dos Monstros (Ediouro).

(mais…)

HQ em Pauta 2 : Como foi – Parte 2

Por Renato Lebeau | 11 agosto de 2010

O segundo dia do HQ em Pauta 2 começou com a exibição do filme Superman II – A aventura continua, de 1980. Dessa vez em vez de falar 15 minutos antes e 15 depois, André Morelli comentou as curiosidades da produção após a sua exibição, por mais de 30 minutos.

Morelli agradeceu os presentes e disse que foi a primeira vez que assistiu ao filme do tamanho que ele foi exibido e também revela que é uma das suas adaptações favoritas. Ele comentou que a produção teve muitos contratempos e que até o primeiro filme de Superman de 1978, Hollywood tratava mal as transposições entre mídias.

Segundo Morelli um dos motivos responsáveis para o primeiro Superman ter sido um sucesso foi o diretor Richard Donner que extraiu várias partes da mitologia da HQ e criou novas problemáticas.

Devido a atritos com os produtores Richard Donner foi substituído por Richard Lester no segundo filme que assumiu um ar mais cômico.

A credibilidade de Richard Donner é tanta que em 2005 a DC Comics fez um convite para ele se tornar roteirista das histórias do Homem de Aço.

(mais…)

Caminho do artista: Mozart Couto

Por Renato Lebeau | 11 fevereiro de 2010

mozart_couto_abertura

Auto retrato de Mozart Couto, feito especiamente para o Impulso HQ

Desde criança eu gostava de desenhar imagens em sequência formando uma história. Como ainda não sabia escrever, fazia os balões e pedia ao meu pai que escrevesse a história que eu ia ditando. Uma coisa curiosa: eu nunca desenhava os requadros. Acho que já vem daí uma amostra de que nunca suportei me enquadrar em nada, apesar de ter tentado várias vezes.

Bom, eu sempre fui um “desenhador”, literalmente. Até jaleco de professor não escapava de minhas figuras. Foi muito engraçado esse fato. Uma vez eu desenhei no jaleco de um professor muito rígido que eu tinha, em plena aula. Ele estava virado de costas, passando a matéria, e eu peguei a barra do jaleco dele e fiz lá umas figuras enquanto os colegas “agavam” de rir.

Eu sempre achei que ele devia me detestar por isso e por outras coisas que eu aprontava nas aulas dele, mas me surpreendi quando um dia meu pai me contou que o encontrou na rua e ele falou muito bem de mim e disse que torcia muito para que eu me tornasse um artista, pois era natural aquilo em mim. Nessa época eu já produzia quadrinhos e ele ficou muito feliz ao saber disso.

Aos dezesseis anos, eu já tinha lido muitos quadrinhos. Quadrinhos infantis, Disney; Turma da Mônica: Muitos suplementos de jornais, com tiras diversas; Quadrinhos de Terror Nacionais, os “Heróis Marvel” e até alguns álbuns europeus que encontrava por acaso numa grande banca onde ia esporadicamente, por ser longe de minha casa. Até alguma coisa de mangá eu já tinha visto!

(mais…)

O Universo Feminino nas HQs

Por Renato Lebeau | 27 fevereiro de 2009

abertura

Esse é o segundo texto de Patrícia M. Borges referente a sua palestra do Universo Feminino nas HQs, ministrada na semana temática “O Universo Multicultural das HQS”, no Centro Cultural Ruth Cardodo.

Patrícia M. Borges é a autora do livro “Traços Ideogramáticos na linguagem dos Animes”, que tem o lançamento datado para o mês de Março (saiba mais aqui), é doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP e mestre em Educação Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

O seu livro é um lançamento é da editora Via Lettera e conta com o apoio da Fundação Japão.

O que você vai ler a seguir é um resumo de sua palestra e aqui são apontados os tópicos abordados durante a sua apresentação.

O Impulso HQ agradece a imensa colaboração de Patrícia M. Borges.

O Universo Feminino nas HQs

Texto de: Patrícia M. Borges   PhD.

A Indústria Cultural se utiliza o mito do herói como uma forma de sedução do grande público, reinventando novas personagens, heróis e heroínas, criando personalidades com a evidência de artistas, seres humanos comuns que acabaram se transformando em semidivindades.

(mais…)