A experiência de se viver em outro país pode render bons frutos: um bom emprego, um bom salário, uma condição de vida melhor, acesso a melhores serviços etc. Mas pode também render resultados ruins como deportação, clandestinidade, xenofobia e outros infortúnios mais.

E são exatamente as experiências ruins de se viver no exterior o combustível que alimenta as 31 HQs de Gefangene (“prisioneiro” em alemão).

A autoria é de Koostella, cartunista e ilustrador brasileiro que viveu na Alemanha e sentiu na pele o que é morar numa região avessa a estrangeiros. “Meus documentos nunca são suficientes (…), se por acaso não andar na linha, posso ser expulso de minha própria casa, talvez preso (…). É como uma liberdade condicional para um crime que eu nunca cometi”, diz o autor no prefácio da obra.

Todo esse clima negativo, reforçado pela capa tortuosa e pelo projeto gráfico da edição, vai preparando o leitor para suportar as HQs que, por diversas vezes, colocam o dedo na ferida, abordando questões como a perda da liberdade, a banalização da vida, pedofilia, desesperança, tortura, solidão, violência doméstica etc.

Todas as HQs seguem uma diagramação rígida de 3 fileiras horizontais com três quadros cada uma, o que torna a forma dos espaços entre os quadros semelhantes às grades de prisões.

Mas as prisões aqui vão muito além do confinamento numa cela, a obra aborda diversos tipos de prisões que o estado, outras fortes instituições e, até mesmo, outras pessoas criam para oprimir seus semelhantes – sejam eles estrangeiros ou não – e tirar seu prazer de viver.

A arte se utiliza de um cartum bem simplificado, como se qualquer estética mais rebuscada fosse reprimível, e o fato de não haver diálogos, sequer textos, acentua ainda mais a solidão e a impotência dos anônimos personagens sem vozes suficiente para manifestarem seus sentimentos e opiniões.

Uma obra sensível e muito perturbadora.

Gefangene – sem saída
Autor: Koostella
Editora: Zarabatana
72 páginas
Data: Julho de 2010
RS 31,00

Alexandre Manoelresenha hqbGefangene,HQB,Koostella,resenha,ZarabatanaA experiência de se viver em outro país pode render bons frutos: um bom emprego, um bom salário, uma condição de vida melhor, acesso a melhores serviços etc. Mas pode também render resultados ruins como deportação, clandestinidade, xenofobia e outros infortúnios mais. E são exatamente as experiências ruins de se...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.