LEGIAODia desses lendo um texto sobre o filme de Roger Corman, “O Homem dos Olhos de Raio X”, onde um cientista inventa um tipo de colírio que transforma os olhos do Dr. Xavier: ele vê cada vez mais. Inácio Araújo, autor do texto, fala dessa maneira de agir de alguns homens, “essa vontade de ver, investigar… uma maldição talvez, mas sem a qual tanto a vida como a arte deixam de ter sentido”.

Quando li Legião, HQ publicada ano passado pela editora Zarabatana Book, percebi como o autor, Salvador Sanz, me fez lembrar de algumas coisas, como um episódio do seriado “Perdidos no Espaço” chamado “Uma Visita ao Inferno”. No citado episódio, a trama fala de uma infernal prisão que fica em outra dimensão, povoada de fogo, enxofre e monstros. Para entrar nesse pesadelo é simples: é só tocar uma sequência de notas em uma pequena harpa.

Outra lembrança que tive foi de uma HQ de Jayme Cortez, “O Retrato do Mal”. Na obra, temos um pintor que cria um quadro povoado de demônios, que acabam por sair da tela. Por fim, outra coisa que e veio à mente, foi um papo com um amigo que estudava história e tinha aulas de guitarra. Ele me falou da nota expurgada na Idade Média, a Diavola, acorde diabólico que abriria as portas do inferno.

Legion (Salvador Sanz)0012O som de um acorde, um semblante da visão de uma nova cor, a descoberta de uma nova forma esculpida. O que tudo isso tem em comum? Tudo isso é arte. E a arte pode ser a chave para abrir as portas do Inferno e trazer o Apocalipse para a Terra.

“Todas as músicas já foram criadas? Já vimos todas as cores existentes? Conhecemos todas as formas possíveis?”. São com essas frases que o argentino Salvador Sanz, um dos grandes nomes da nova geração de historietas, constrói a trama de Legião, quinta edição da Coleção Fierro da Zarabatana, que já lançou, do mesmo autor, Noturno e Angela Della Morte.

Em uma sinistra Buenos Aires, uma pintora chamada Azul cria uma nova cor, o Ultramal, um guitarrista depois de um dia em transe compõe uma música e uma escultora dá forma a um objeto nunca antes visto. A partir daí, o céu é tomado por nuvens escuras, uma chuva lava as ruas com sangue e um exército infernal toma conta da cidade.

Legion-Salvador-Sanz-047-menorCom uma narrativa frenética (sim, a leitura é muito rápida), acompanhamos quatro sobreviventes caminhando perdidos por devastada Buenos Aires, tentando escapar das legiões do mal. Aqui cabe uma observação para um dos grandes destaques desse quadrinho: os cenários. Além de muito bem desenhados, quem já passou por Buenos Aires sabe que são lugares reais da cidade, são pontos turísticos conhecidos, o que torna a HQ um conto de horror bem mais interessante.

Vendo as imagens na televisão de cabeças sendo cortadas, homens queimados vivos, a destruição de obras de arte, me vem as palavras da escultora da HQ “somos todos responsáveis, chamamos a desgraça, invocamos a escuridão”. O que mais prende o leitor é saber que o mal está presente, ter o conhecimento de que tudo está em seu fim. Um dos pontos da trama mais marcantes pode ser definido na seguinte passagem “não podemos mais retroceder: a passagem foi aberta.”.

Legion-Salvador-Sanz-021-copyOutro ponto a se destacar nesse álbum, que chegou à redação do Impulso HQ graças aos nossos parceiros da Comix Book Shop, é o tratamento que a Zarabatana Books deu à obra. Com o foco nas livrarias, editora leva as prateleiras uma graphic novel com capa cartonada, páginas em papel couché e acabamento impecável. Nas últimas páginas como extras, esboços e estudos de personagens do autor.

O veterano quadrinhista Enrique Alcatena na introdução do álbum traça um paralelo com outra HQ icônica que se passa em Buenos Aires e trata de uma invasão também, O Eternauta. Sua definição de “pesadelo gráfico” não poderia ser melhor colocada, afinal, em Legião, a arte instrumento de destruição.

Como diz Alcatena, “que conste aqui que Legião é uma das melhores histórias em quadrinhos feitas na Argentina nos últimos tempos”. Não há como não concordar com ele. Imperdível.

Legião
Zarabatana Books
Autor: Salvador Sanz
Tradução: Paulo Ramos
Colorido
21 x 28 cm
64 páginas
R$ 40,00

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/03/LEGIAO1-1024x645.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/03/LEGIAO1-300x300.jpgFloreal AndradeNas bancas / Nas livrariasFierro,Paulo Ramos,Salvador Sanz,ZarabatanaDia desses lendo um texto sobre o filme de Roger Corman, “O Homem dos Olhos de Raio X”, onde um cientista inventa um tipo de colírio que transforma os olhos do Dr. Xavier: ele vê cada vez mais. Inácio Araújo, autor do texto, fala dessa maneira de agir de...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.