ye-veneta-guilherme-petrecaBelo e singular. Assim se define o traço e a mais recente história do quadrinista nacional Guilherme Petreca. De maneira delicada, ele retrata o quão difícil é encontrar-se no mundo e, mais importante, como controlar nossas próprias inseguranças.

Tendo iniciado sua carreira nos quadrinhos em 2014 com as curtas HQ’s “Galho Seco” e “Carnaval de Meus Demônios”, o artista já mostrou a que veio, destacando-se pelo seu talento. No entanto, foi somente com o quadrinho Ye, recém-lançado pela editora Veneta, que Petreca revelou seu alto nível de habilidade.

Com uma arte de encher os olhos, somos apresentados à história de um garoto mudo, tímido e demasiado inocente que sai em busca da cura para uma dita “chaga” que lhe aflige. Embarcando num mundo de piratas, bruxas e demônios, o protagonista se depara com um cenário oposto à sua região campestre de origem, com o caos da cidade e muitas paisagens novas e únicas.

ye-veneta-guilherme-petreca-4Os cenários trabalhados em preto e branco, além do aparente uso de tinta nanquim, tornam quase que palpável a sombra projetada pelos medos de Ye e pelo próprio Rei Negro. Esse último, como antagonista, é a personificação das inseguranças do personagem.

As hachuras contribuem para a incerteza sentida tanto por Ye quanto pelo leitor. Os conflitos dos personagens não divergem do que encontramos no nosso cotidiano, soam como uma metáfora às sombras que possuímos dentro de nós mesmos.

Afinal essa sombra que paira sobre o personagem, discretamente presente durante a narrativa, não recebe definição clara, mas nos faz refletir sobre o que seria o Rei Negro, e suas várias formas de correlacionar-se com os demônios do próprio leitor.

ye-veneta-guilherme-petreca-2Analisando o medo e como ele nos impede de realizar nossos objetivos, a graphic novel não se apresenta como uma super aventura ou uma clássica jornada do herói, torna-se uma leitura mais introspectiva.

Ye está sendo apontada como um dos melhores lançamentos nacionais de 2016, por isso, não posso deixar de agradecer aos nossos parceiros da Comix Book Shop que enviaram o álbum à redação do Impulso HQ.

Essa história é certamente algo singular e difícil de se encontrar ultimamente no mercado nacional. E isso é algo que eu não tenho nenhum medo em dizer!

Ye
Editora Veneta
Autor: Guilherme Petreca
Preto e branco
Lombada quadrada
176 páginas
21×28 cm
R$ 59,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/07/ye-veneta-guilherme-petreca-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/07/ye-veneta-guilherme-petreca-1-300x300.jpgAna Leinfelderhq que aconteceGuilherme Petreca,Veneta,YeBelo e singular. Assim se define o traço e a mais recente história do quadrinista nacional Guilherme Petreca. De maneira delicada, ele retrata o quão difícil é encontrar-se no mundo e, mais importante, como controlar nossas próprias inseguranças. Tendo iniciado sua carreira nos quadrinhos em 2014 com as curtas HQ’s...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.