Outra busca na net e outra obra que vale conferir e ter na coleção.

Retirado do blog Universo Fantástico.

Não é sempre que podemos ter em nossas mãos um livro de HQs inovador e candidato a se tornar um marco.

The Arrival (Scholastic, 2007, EUA), obra do desenhista australiano Shaun Tan é um deles.

O livro conta a história de um migrante, habitante de um mundo fictício e fantástico, que deixa temporariamente sua família em um país aterrorizante e parte em busca de uma nova vida em um outro continente.

Na megalópole deste novo mundo, claramente baseada em Nova Iorque, ele vai enfrentar uma língua desconhecida, hábitos incomuns, estranhos animais de estimação (que acompanham cada pessoa) e uma legião de outros imigrantes que, como ele, chegaram ali pelos mais diversos motivos buscando um refúgio e um futuro menos opressor.

Mas essa determinação em trilhar um novo caminho esbarra em um mundo com arquitetura, alimentos, transportes, habitações e escrita completamente incompreensíveis e enigmáticos, e onde a simples compra de um pão ou leitura de um mapa da cidade é um quebra-cabeça que exige muita energia.

Shaun Tan nos conta esta saga, em uma história em quadrinhos de 120 páginas desenhadas com lápis grafite, com uma maestria incomum.

Utilizando-se apenas de imagens, sem nenhum texto, ele monta uma espécie de seqüência de antigas fotos em tons sépia ou azuladas feitas por uma velha máquina fotográfica, construindo o que seria a recordação de uma história vivida há muito tempo.

Um dos inspiradores do livro foi seu próprio pai, que se mudou da Malásia para a Austrália em 1960.
Mesmo usando como referências indiretas (e fazendo-nos lembrar) as imagens sombrias do expressionismo alemão, as passagens sufocantes das histórias de Kafka e a cruel fauna da animação O Planeta Selvagem, de Roland Topor, Shaun Tan conta uma história positiva, de esperança, amizade e superação.

Tan já havia publicado antes vários livros com imagens – picture books – geralmente classificados como obras para o púbico infantil, mas que podem ser apreciados por pessoas de qualquer idade: The Viewer, The Rabbits, Memorial, The Lost Thing, The Red Tree.

The Arrival é o primeiro em que ele utiliza o formato graphic novel. E com muito sucesso, pois dentre os vários prêmios que conquistou está o de Melhor Álbum de 2008 do Festival Internacional de HQ de Angoulême, com a edição francesa da história (Là Où Vont Nos Peres, Dargaud, 2007).

Esperemos que esse prêmio seja um convite e um incentivo para a criação de outras obras que se tornem habitantes do planeta das histórias em quadrinhos

>> TERRA MAGAZINE – por Cláudio Martini

Renato LebeauquadrinhosShaun Tan,The ArrivalOutra busca na net e outra obra que vale conferir e ter na coleção. Retirado do blog Universo Fantástico. Não é sempre que podemos ter em nossas mãos um livro de HQs inovador e candidato a se tornar um marco. The Arrival (Scholastic, 2007, EUA), obra do desenhista australiano Shaun Tan é...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe