Sinopse: Scott Pilgrim é um jovem de 22 anos, que namora uma colegial. Apesar de ser um namoro inocente, isso chama atenção de seus amigos, sobretudo porque ele ainda não superou sua ex. Mas eis que surge Ramona, uma bela jovem que vive em seus sonhos e mudará sua vida para sempre.

Spoilerômetro: nenhum spoiler

Por Guilherme Kroll

Baseado na HQ homônima, lançada no Brasil pela Companhia das Letras, Scott Pilgrim contra o Mundo (Scott Pilgrim vs. the World) é um filme, e um conceito, baseado na chamada “Geração Y”, uma turma de pessoas que são jovens adultos hoje em dia, nascidos entre o fim dos anos 70 e início dos 90, e se criou com internet, hardcore em mp3, computadores, quadrinhos (especialmente mangás) e videogames.

A proposta fica clara na apresentação da produtora Universal, nos primeiros segundos da produção. O logo da empresa aparece com pixels, como um game dos anos 90, e a vinheta introdutória é tocada como se fosse um áudio de um jogo da mesma época.

Pilgrim faz parte de uma geração politicamente correta, sem grandes motivações políticas ou anseios filosóficos, que quer curtir a vida, e superar o trauma de seu último namoro. Mas também, trata-se de um personagem egoísta, enquanto chora pelo sofrimento que recebe de garotas, causa dor em muitas outras, num círculo vicioso de relacionamentos que não dão certo.

E relacionamentos são a tônica do filme, pois logo Pilgrim abandona sua namorada colegial Knives para ficar com Ramona, garota que surge em seus sonhos e, depois, em uma festa. Só que Ramona tem algo de seu passado que pode atrapalhar: a Liga dos Sete Ex-Namorados do Mal, que aparecem em um show da banda de Scott, os Sex Bob-Omb.

A partir daí, Scott precisa derrotar os sete rivais para conseguir ficar com Ramona. Sobram referências musicais, cinematográficas, quadrinhistícas, piadas com vegetarianos, e games, muitíssimas menções a games. Há tantas coisas visuais que as legendas não dão conta de traduzir tudo.

O roteiro é bizarro, pra dizer o mínimo. É impossível saber se alguém vai gostar do filme antes de indicá-lo. Mesmo porque as pessoas que podem vir a gostar desse longa tem uma tendência a baixar filmes na Internet. Talvez por isso tenha sido um fracasso fora do Brasil e aqui só será lançado em pouquíssimos lugares e com muito atraso.

Não custa dizer que o filme tem uma produção competente, sobretudo no que se refere ao som e figurino. As atuações são medianas. Michael Cera deu um caráter mais ameno e menos sacana para o protagonista Pilgrim, diferente do que vemos na HQ. Inclusive, o filme é uma boa adaptação, conseguindo condensar bem a longa história dos gibis em pouco mais de uma hora e meia.

Quem gostou do gibi, pode ver o filme sem medo. Quem não gostou, nem entende referências de games, muito menos essa geração que mandará no mundo, passe longe.

Ficha Técnica
Scott Pilgrim contra o Mundo (Scott Pilgrim vs. the World)
Direção: Edgar Wright
Roteiro: Edgar Wright, Michael Bacall
Elenco: Michael Cera, Mary Elizabeth Winstead, Alison Pill, Mark Webber, Johnny Simmons, Ellen Wong, Kieran Culkin, Brie Larson, Anna Kendrick, Aubrey Plaza
Duração: 112 minutos
País: EUA, Reino Unido, Canadá

Trailer:

Texto originalmente publicado no CineDude.

Edu FernandesquadrinhosAlison Pill,Anna Kendrick,Aubrey Plaza,Brie Larson,Edgar Wright,Ellen Wong,Johnny Simmons,Kieran Culkin,Mark Webber,Mary Elizabeth Winstead,Michael Bacall,Michael Cera,Scott Pilgrim,Scott Pilgrim contra o MundoSinopse: Scott Pilgrim é um jovem de 22 anos, que namora uma colegial. Apesar de ser um namoro inocente, isso chama atenção de seus amigos, sobretudo porque ele ainda não superou sua ex. Mas eis que surge Ramona, uma bela jovem que vive em seus sonhos e mudará sua...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe