Com o Carnaval muito próximo, sempre surge a questão: quadrinhista gosta de samba?

Não podemos dizer se você gosta de samba/carnaval, mas com certeza irá se divertir muito com Yuri – Quarta-feira de Cinzas, de Daniel Og, publicado pela Conrad Editora.

Em sua primeira HQ, Daniel Og, ou simplesmente Dog, nos mostra um Rio de Janeiro, em pleno clima de Carnaval, com todas as suas figuras típicas: malandros, beatas, foliões, trabalhadores e um zumbi, isso mesmo, um zumbi! Tem como não ficar interessado?

O que poderia se tornar uma história triste, na verdade é uma verdadeira saga cômica. Você vai acompanhar Yuri, que foi enterrado no domingo de Carnaval e ressuscita no dia seguinte. Vendo que perdeu tudo o que ele tinha enquanto vivo, Yuri só consegue desejar uma coisa: morrer novamente.

Lembra que falamos que a história é recheada de personagens? O que poderia ser um problema se torna um dos grandes atrativos da narrativa. Daniel Og soube criar e compor muito bem a personalidade de cada personagem. Destaque vai para Andrei, uma figura que praticamente em todas as páginas te faz rir, inclusive em suas frases mais sérias como “eu quero voar como uma garça.”

Em 272 páginas, a improvável dupla parte em direção a uma verdadeira saga, onde vão passar desde desfiles, com direito a luta de Rei Momo, a peregrinações em um morro. Tudo isso vem acompanhado das cenas mais bizarras e inusitadas.

Tudo na obra de Og é folia? Não.

Fazendo uma análise sobre os tipos, e em algumas determinadas situações, você percebe que o autor faz algumas reflexões sobre um lado nada muito agradável do Carnaval e até sobre a sociedade, como na cena em que Yuri chega a seguinte conclusão: “a única coisa em comum entre mim e a cidade maravilhosa é que nós dois estamos apodrecendo.”

Detalhe que muitas dessas reflexões não são escritas e sim representadas graficamente. O leitor deve estar atento aos quadros. Allan Sieber em sua apresentação escreve que o desenho de Dog é “sem frescuras e sem enganações baixas”, e tal definição não poderia ser mais precisa ou apropriada. É gostoso apreciar os traços de Og, e ver como ele usa os pretos chapados e os ângulos diferenciados em seus enquadramentos. Tudo reforça o dinamismo das páginas e o humor da história.

Para você que não gosta de Carnaval pode ler Yuri – quarta-feira de cinzas sem nenhuma preocupação ou receio da obra ser uma ode a nossa maior festa popular. Para quem já cai no samba irá se divertir ainda mais, pois com certeza irá se identificar com algum folião e pensar: “acho que já fiquei nessa situação”, e com certeza irá rir.

Yuri – quarta-feira de cinzas: leia e caia na folia.

Yuri – quarta-feira de cinzas
Autor: Daniel Og
Conrad Editora
16 x 23 cm
272 páginas
R$ 36,00

Renato Lebeauresenha hqbconrad,Daniel Og,HQB,resenha,YuriCom o Carnaval muito próximo, sempre surge a questão: quadrinhista gosta de samba? Não podemos dizer se você gosta de samba/carnaval, mas com certeza irá se divertir muito com Yuri – Quarta-feira de Cinzas, de Daniel Og, publicado pela Conrad Editora. Em sua primeira HQ, Daniel Og, ou simplesmente Dog, nos...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe