vale_tudo

Márcio Baraldi é um dos quadrinistas com a produção mais vasta e diversificada do país, publicando seus trabalhos (tiras, cartuns, charges e HQ) em diversas veículos de diversos estilos.

Todo esse trabalho já foi reconhecido com os muitos prêmios conquistados ao longo de sua carreira (o mais recente deles foi 25º Prêmio Ângelo Agostini na categoria “melhor cartunista”, 2009).

Com esse ritmo de produção, os livros lançados pela Opera Graphica são um bom meio de acompanhar sua carreira ao longo dos anos e organizada por temas.

O que temos neste livro são suas HQ produzidas entre os anos 80 e 90, publicadas naquelas saudosas revistas que carregavam muito da atitude dos comix estadunidenses, como a Chiclete com Banana, a Tralha, a Porrada etc.

Evidentemente que a pegada underground se reflete nas histórias aqui contidas. Um verdadeiro arsenal capaz de estremecer os pilares da nossa sociedade patriarcal: a família, a educação, a tecnologia e a política. Claro que temas tabus como drogas, AIDS e violência também não foram perdoados.

Tudo, claro, embalado com muito humor (o meio mais eficaz, e inteligente, de mostrar ao homem suas atitudes ridículas) que se manifesta através dos textos e dos desenhos contidos em cada quadro – que acrescentam camadas de leitura capazes de agradar tanto o leitor interessado num humor mais inteligente e profundo quanto o leitor mais voltado para um humor rápido e descompromissado.

Não há nada que nos de a certeza de que as histórias estão em ordem cronológica (e não ter mencionado o ano de produção e em que veículo cada HQ foi originalmente publicada é o único equívoco de edição que consigo apontar), mas é possível notar que Baraldi já tinha um traço maduro e um peculiar estilo de humor que aprimorou ao longo da carreira.

Para os leitores que já conheciam essas histórias, vale pela oportunidade de revê-las coloridas – os tons fortes também são características de Baraldi e acrescentam mais humor nas histórias.

Outro ponto de destaque são suas parcerias não tão conhecidas com Marcatti e Bira e sua experimentação com a fotonovela.

Se por um lado esse lançamento marca o fim da editora Opera Graphica, por outro, marca também o primeiro lançamento do selo GRRR (Gibi Raivoso, Radical e Revolucionário), de Baraldi.

Desejamos a ele boa sorte nesta nova empreitada.

Vale-Tudo: Os quadrinhos mais revoltados do mundo!
Autor: Márcio Baraldi
Editora: Opera Graphica
Nº de páginas: 52
Data: 2º semestre de 2008
R$ 12,00

Alexandre Manoelresenha hqbGibi Raivoso,GRRR!..,Marcio Baraldi,Opera Graphica,Radical e Revolucionário,Vale-tudoMárcio Baraldi é um dos quadrinistas com a produção mais vasta e diversificada do país, publicando seus trabalhos (tiras, cartuns, charges e HQ) em diversas veículos de diversos estilos. Todo esse trabalho já foi reconhecido com os muitos prêmios conquistados ao longo de sua carreira (o mais recente deles foi...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe