Um sábado qualquer… é uma série de tiras de Carlos Ruas publicadas desde 2009 em um site homônimo e que apresenta a atuação de Deus e outros personagens religiosos nos primórdios do mundo.

O site faz um sucesso estrondoso, recebendo mais de 50 mil visitas diárias e agora parte de seu conteúdo recebe uma versão impressa, para perpetuar suas tiras e disponibilizá-las num formato mais prático de ler no dia a dia.

Como quase todos os trabalhos nesse formato, a força das tiras está no humor que, em vez de se fixar em questões doutrinárias, crítica à religião ou sobre a existência ou não de Deus, se foca nos defeitos humanos. Isso graças à personalidade do Todo Poderoso, muito mais próximo ao perfil dos deuses gregos do que ao Deus cristão que aprendemos a amar e temer nas missas de domingo.

O Deus de Um sábado qualquer… é divertido, preguiçoso, vingativo e adora sacanear sua criação – o homem, que também não fica atrás: é divertido, preguiçoso, vingativo e adora sacanear seu criador e todo mundo.

E por serem tão demasiadamente humanos, é muito fácil criar empatia pelos personagens de Carlos Ruas.

Nesta edição acompanhamos a verdade por trás da expulsão do homem no paraíso, a criação do ornitorrinco, o motivo pelo qual as tartarugas não falam, a prova definitiva da extinção dos dinossauros, histórias da arca de Noé, a queda de Lúcifer, a criação do amor e muitos outros assuntos que todos nós já ouvimos falar, independentemente da crença que cada um tenha.

Sem mencionar os épicos encontros de Deus com Freud, Nietzsche, Darwin, Einstein e até Mickey Mouse e Papai Noel. Tudo isso representado de forma divertida, muito divertida.

Os desenhos de Ruas são simples, como se seus personagens fossem de pelúcia, com suas mãos e pés mais parecidos com pão ou bolacinha. Adão e Eva são retratados no melhor estilo boneco palitinho – o que comprova que você não precisa ser nenhum Michelangelo para fazer quadrinhos, desde que, claro, as histórias sejam boas e combinem com o estilo do traço – e isso deixa os personagens ainda mais carismáticos e as tiras ainda mais saborosas de se ler.

O único senão vai para a edição que repetiu a mesma tira, praticamente na mesma página do álbum. Um verdadeiro pecado para uma editora do porte da Devir.

No mais, um trabalho divino. Eu não costumo gargalhar lendo quadrinhos, mas é difícil se conter frente a tamanho talento deste jovem carioca.

Se você já tem o hábito de ler quadrinhos, eu recomendo que leia Um sábado qualquer…, você vai se divertir muito.

Se você não tem hábito de ler quadrinhos, eu recomendo que leia Um sábado qualquer…, você vai se divertir muito.

Um sábado qualquer…
Autor: Carlos Ruas
Devir
128 páginas
Data: Agosto de 2011
R$ 35,00

Alexandre Manoelresenha hqbCarlos Ruas,Devir,HQB,resenha,Um sábado QualquerUm sábado qualquer... é uma série de tiras de Carlos Ruas publicadas desde 2009 em um site homônimo e que apresenta a atuação de Deus e outros personagens religiosos nos primórdios do mundo. O site faz um sucesso estrondoso, recebendo mais de 50 mil visitas diárias e agora parte de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe