turma-da-monica-licoes-cafaggi-1Em 1974, no ginásio, alguns amigos de outra classe queriam montar uma peça de teatro e escolheram o clássico shakespeariano “Romeu e Julieta”. Eu tinha duas pequenas pontas, mas só houve os ensaios, a peça nunca foi apresentada. No mesmo ano gostava muito de uma garota da minha sala, e ela adorava os gibis da Mônica, então comprei dois exemplares do #54 de outubro de 1974, e a primeira história chamava “Romeus e Julieta”.

Interessante para os mais saudosistas é perceber como a dupla Lu e Vitor Cafaggi buscam dentro da mitologia da Turma da Mônica referências para criar estórias cativantes e atuais. Assim como em Turma da Mônica – Laços lançado em 2013, nessa continuação, a dupla consegue emocionar um público enorme, desde os mais novatos, até a velha guarda.

Em Turma da Mônica – Lições, oitavo volume do selo Graphic MSP, a dupla novamente encara o desafio de reunir a turma toda, e para surpresa de muitos leitores, a decisão (arriscada diga-se de passagem) foi separar os amigos. Arriscada porque a direção não foi a mais convencional, mas como Lu e Vitor são especialistas em criar histórias emocionantes, a separação foi a grande sacada para mostrar que a amizade permanece, mesmo à distância.

turma-da-monica-licoes-cafaggi-4.jpgSe na história de 1974 a Mônica ganha uma filmadora e resolve fazer um filme, e Cascão e Cebolinha pintam um cenário da cena do balcão, além de serem os dois romeus da Mônica (a Julieta) e tudo termina em uma divertida confusão, em Lições, a peça Romeu e Julieta é apenas mencionada como plano de fundo. Na ânsia de fazer um plano perfeito para sequestrar o Sansão, Cebolinha e Cascão deixam de fazer a lição de casa, enquanto Mônica e Magali às voltas com um brunch à beira da piscina de plástico também esquecem o seu fazer o dever.

Considero Lições uma continuação de Laços porque dá para perceber algumas influências da aventura anterior nessa nova história que se passa mais ou menos um ano depois da HQ publicada em 2013. Aqui, nesse segundo volume de Turma da Mônica, o quarteto Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão estudam na mesma escola, e depois do vacilo de não fazer a lição de casa, é executado mais um plano infalível do Cebolinha com a intenção de escapar do pito da professora, e os garotos tentam uma fuga da escola. Como todo plano infalível, ele não funciona e as coisas terminam mal.

turma-da-monica-licoes-cafaggi-3Agora cabe aos pais da molecada tomar as medidas necessárias, e as crianças já começam a aprender que todos têm que aprender a conviver com as consequências de seus atos. Primeira lição.

Assim, a turma é separada e cada um vai ter que enfrentar o seu dilema pessoal. Sim, os Cafaggi escolheram muito bem como punir cada um. Os pais da Mônica resolveram mudá-la de escola, logo agora que ela faria o papel de Julieta e Ricardinho, o galã das meninas, vai ser o Romeu. Cebolinha por sua vez, vai ter que encarar sessões de fonoaudiologia, Magali a se comportar melhor em um curso de etiqueta e Cascão vai ter que aprender a nadar, sim ele vai ter que encarar a água.

turma-da-monica-licoes-cafaggiNovamente, os talentosos irmãos Lu e Vitor emprestam seus bonitos e delicados traços para contar mais uma história de amizade entre a Turma da Mônica. Amizades que a gente tem para toda a vida e que nunca esquece. Isso está registrado tanto no traço de Vitor como de Lu, que mais uma vez faz arrancar suspiros de “que fofo!!!” com a sua versão baby da turminha.

Como na HQ Laços, alguns personagens do universo criado por Maurício de Sousa aparecem nessa aventura, Dudu (o primo da Magali), o gato Mingau, Xaveco, o padeiro Quinzinho entre outros. Falando em referências, vale lembrar também que Romeu e Julieta tem um laço de longa data com a turminha. Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta, também é uma peça teatral que estreou no Brasil em 1978, que rendeu disco, animação, HQ e que há poucos anos foi reencenada novamente pela turma.

turma-da-monica-licoes-cafaggi-6O castigo fez com que cada membro da turma aprendesse a sua lição, e ainda enfatizou o sentido de amizade e o papel de cada um dentro do grupo. Se em Laços o ritmo era de aventura, aqui os Cafaggi fazem com que o leitor relembre um pouco da sua infância, em um ritmo mais melancólico, sem nunca deixar de ter um olhar meigo e carinhoso.

A edição e formato não muda em relação aos outros volumes da coleção. Novamente a edição está disponível tanto em capa dura e papel cartonado e extras que sempre enchem os olhos. O bom é que a editora Panini mantém o preço sempre acessível. E falando em acesso, Turma da Mônica – Lições, chegou à redação do Impulso HQ, graças aos nossos parceiros da Comix Book Shop.

turma-da-monica-licoes-cafaggi-5Para terminar nunca mais reencontrei a minha paixão da época do ginásio, mas guardei até hoje o meu exemplar # 54 da Mônica.

Crescer é a maior lição da vida.

Turma da Mônica – Lições
Editora Panini Comics
Autores: Vitor Cafaggi e Lu Cafaggi (roteiro, desenhos e cores), com Paula Markiewicz (cores)
80 páginas
28 x 19 cm
R$ 21,90 (capa cartonada) e R$ 31,90 (capa dura)

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/10/turma-da-monica-licoes-cafaggi-2.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/10/turma-da-monica-licoes-cafaggi-2-300x300.jpgFloreal Andraderesenha hqbGraphic MSP,Lições,Lu Cafaggi,Panini,Paula Markiewicz,turma da Mônica,Vitor CafaggiEm 1974, no ginásio, alguns amigos de outra classe queriam montar uma peça de teatro e escolheram o clássico shakespeariano “Romeu e Julieta”. Eu tinha duas pequenas pontas, mas só houve os ensaios, a peça nunca foi apresentada. No mesmo ano gostava muito de uma garota da minha sala,...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe