resenha_hqb_tempestade_cerebral_ed_04

Essa é a edição comemorativa de um ano de atividades da revista e por isso apresenta boas novidades como o aumento no número de páginas e a presença de 8 capas (!!!).

Toda essa mudança, no entanto, tem seu preço. Dos R$ 4,00 do número anterior, a revista saltou para absurdos R$ 7,00. Pela qualidade da edição, não chega a ser abusivo, mas, certamente, afastará leitores que ainda não conhecem o trabalho da revista.

Situação reforçada pela inexplicável ausência da seção de cartas. Numa edição comemorativa cortaram a presença do elemento mais importante: o leitor.

Fora esse deslize, é uma boa edição com seus altos e baixos, normal em se tratando de revistas mix.

O momento menos inspirado fica com a HQ do Escorpião de Prata (roteiro: Eloyr Pacheco, arte: Will), que apresenta uma perseguição sem nenhum atrativo – a não ser pela homenagem que faz a importantes autores da HQ nacional, dando às ruas por onde Escorpião foge nomes como Colonnese, Zalla, Colin, Gedeone e Beco do Shima.

A falta de ação, ou talvez, a falta de espaço para mais ação, é um problema na HQ de Crepúsculo (roteiro: Alan Yango, arte: Emmanuel Thomaz). Os desenhos são muito bons e apresenta um invejável domínio de hachuras que combinam perfeitamente com o clima sombria da história – embora eu imagine que o estilo não deva agradar aos fãs mais tradicionais de super-heróis.

Pela insistência do personagem em nos informar que está morto, senti falta de um texto que contasse mais de sua trajetória. Mas o trabalho é interessante.

O principal atrativo na HQ de Valkíria (roteiro: Alex Mir, arte: Alex Genaro), além de suas curvas, é a presença de elementos fantásticos como a fonte do esquecimento e uma passagem muito interessante na qual o grupo se depara com uma dessas torres de transmissão de energia e, sem saber do que se trata (a HQ se passa numa era pós-apocalíptica), imaginam ser uma gaiola gigante ou um artefato usado pela antiga civilização para se comunicarem com seus deuses. Uma visão sensível sobre os bizarros objetos produzidos por nosso tempo.

É difícil conseguir relacionar o novo capítulo de Força Mística (roteiro: Alex Mir, desenhos: Márcio Luiz, arte-final: Simião) com os apresentados nas edições anteriores, devido ao tempo entre eles, mas é um capítulo muito interessante: Pandora (a bruxa) está prestes a sacrificar sua própria filha em troca da imortalidade e de poderes quase divinos, mas é surpreendida pelo pai da criança que vem para salvá-la da morte.

O roteiro é bem estruturado como demonstra a cinematográfica apresentação dos créditos.

Mas os destaques da edição ficam com as boas idéias e conceitos apresentados ao longo de suas páginas.

Como o caso da HQ de Sideralman que, na verdade, serve como uma vinheta de abertura da revista. Ótima idéia!

Outro bom conceito é a aproximação dos super-heróis com problemas mais próximos da sociedade brasileira. A HQ de Velta (roteiro: Rod Gonzales, arte: Emir Ribeiro) aborda um tema que todos os heróis enfrentariam nos dias de hoje: o assédio da mídia.

A super-heroína se depara com um paparazzi muito inconveniente que vem fotografando seu  dia-a-dia nos últimos dois meses. Certamente, não é uma história que agradará aos fãs de super-heróis porque quase não há pancadaria, mas é uma abordagem muito interessante, que levanta diversas questões sobre a utilidade desse tipo de imprensa e contribui ainda mais para a humanização da personagem.

O ponto de destaque da HQ do Vingador Mascarado (de Sebastião Seabra), que também não empolga muito pela ausência de ação, é o fato do herói combater a corrupção. Em tempos de crise, essa história pode gerar inúmeras leituras. Mas sua gritante semelhança com Spawn tira um pouco da graça.

Um dos melhores momentos da edição fica com a HQ do herói Pulsar (roteiro e desenho: Arthur Garcia, arte-final: Alex Silva). Os desenhos e a diagramação são excelentes e o roteiro conta um pouco da história do herói ao mesmo tempo em que o envolve em temas como o coronelismo e a seca no sertão.

A conexão entre histórias também é uma boa idéia – não bem aproveitada, mas um artifício valioso a ser explorado. Na HQ de Max Power (roteiro e desenhos: Luke Oliver, arte-final: Simião), o herói se encontra com uma entidade muito poderosa para propor um acordo.

Destaque para o pouco da fantasia que a história traz ao nosso cotidiano, transformando o obelisco do Ibirapuera num portal entre o mundo celeste e o mundo dos homens.

A HQ não revela muito desse acordo e encerra com o personagem se preparando para uma reunião, que ocorre mais ao final da revista na HQ “Bravos” (roteiro e desenhos: Luke Oliver, arte-final: Simião) que retrata um talk-show com super-heróis.

A idéia é muito boa e é uma forma muito mais interessante de nos contar as histórias desses personagens do que simples textos de apresentação. As perguntas poderiam ser mais inteligentes, poderiam, por exemplo, revelar suas posições políticas/ideológicas ou um aspecto pouco notado de suas personalidades, mas nessa edição se restringiu em contar a origem da personagem Penitente e a relação que a personagem Transmutadora tem com o grupo Defensores da Pátria.

A HQ propõe interagir com o público, entrevistando, nas edições futuras, personagens que o leitor sugerir (inclusive, o leitor pode enviar seu personagem para ser entrevistado). Ótima iniciativa!

Embora algumas dessas idéias não estejam bem aproveitadas, nos fazem ver o potencial que a revista possui e apontam para edições cada vez mais promissoras.

Leitura indispensável para quem gosta de super-heróis.

Tempestade Cerebral nº4
Autores: Alan Yango, Alex Genaro, Alex Silva, Alex Mir, Arthur Garcia, Eloyr Pacheco, Emir Ribeiro, Emmanuel Thomaz, Luke Oliver, Márcio Luiz, Rod Gonzales, Sebastião Seabra, Simião e Will.
Revista Independente
Nº de páginas: 72
Data: Dezembro de 2008
Preço: R$ 7,00
Contato: [email protected]

Alexandre Manoelresenha hqbAlan Yango,Alex Genaro,Alex Mir,Alex Silva,Arthur Garcia,Bravos,Crepúsculo,Eloyr Pacheco,Emir Ribeiro,Emmanuel Thomaz,Escorpião de Prata,Força Mística,HQB,Luke Oliver,Max Power,Márcio Luiz,Pandora,Pulsar,resenha,Rod Gonzales,Sebastião Seabra,Sideralman,Simião,Tempestade Cerebral,Valkíria,Velta,Vingador Mascarado,WillEssa é a edição comemorativa de um ano de atividades da revista e por isso apresenta boas novidades como o aumento no número de páginas e a presença de 8 capas (!!!). Toda essa mudança, no entanto, tem seu preço. Dos R$ 4,00 do número anterior, a revista saltou para...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe