O segundo volume de Salomão Ventura nos apresenta a versão original do Curupira, uma monstruosa criatura de cabelos vermelhos, musculosa, peluda, com 6 cifres na cabeça, os pés virados para trás e cujo encargo é proteger as matas de pessoas indesejáveis.

Aqui, a missão do Curupira é livrar a floresta de um grupo farmacêutico estrangeiro que pretende extrair de maneira ilegal alguns exemplares de espécimes para serem usados em seus propósitos comerciais.

Se, por um lado, a HQ insere o folclórico personagem num contexto bem atual, a biopirataria, por outro, decepciona um pouco se comparada a edição de estréia, principalmente nos quesitos violência e sangue.

A trama até apresenta uma ou outra passagem com esses elementos, mas de forma escassa e contida, nada que se compare com as verdadeiras atrocidades da edição anterior.

Fãs de terror, gênero no qual se enquadra a edição, querem ver o sangue jorrar nas histórias que sigam essa temática, mas esta HQ tenta se focar mais na trama, apresentando os soldados e pesquisadores que invadem a floresta amazônica e suas motivações para isso, mas o faz de forma superficial e repleta de clichês.

Não há um trabalho forte na criação dos personagens, todos eles parecem ser, invariavelmente, maus e gananciosos e isso faz com que não sintamos empatia por ninguém, nem mesmo pelo Curupira, em nenhum momento no decorrer da leitura. Até mesmo Salomão Ventura recebe um tratamento superficial aqui, ele aparece somente nas últimas páginas e se contenta apenas em conversar com o Curupira enquanto este destroça impiedosamente seus adversários.

As mortes além de escassas são também sem muita criatividade e ocorrem da maneira mais rápida e menos interessante possível, o autor não utiliza muito bem o cenário e a fauna local que poderiam render situações memoráveis.

Como ponto positivo fica a evolução de Giorgio Galli como desenhista, principalmente no quesito arte final e o belo uso que ele faz de retículas.

Resta-nos torcer para que a próxima edição traga toda a qualidade do terror que Galli demonstrou saber criar no número de estréia do título.

Salomão Ventura – Caçador de lendas 2
Autor: Giorgio Galli
Publicação independente
22 páginas
Data: Setembro de 2011
R$ 1,99
Contato: salomaoventura.blogspot.com

Alexandre Manoelresenha hqbGiorgio Galli,HQB,resenha,Salomão VenturaO segundo volume de Salomão Ventura nos apresenta a versão original do Curupira, uma monstruosa criatura de cabelos vermelhos, musculosa, peluda, com 6 cifres na cabeça, os pés virados para trás e cujo encargo é proteger as matas de pessoas indesejáveis. Aqui, a missão do Curupira é livrar a floresta...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe