Apesar de ser um nome desconhecido para alguns, o Rei Emir Saad, ou melhor, o Bom Emir, já governa o povo de Ziniguistão desde 2007, isso pelo menos nas tiras semanais do autor André Dahmer, no portal G1.

Publicado pela editora Barba Negra, o álbum é uma coletânea das melhores tiras do ditador, que um dia já teve um coração (quando era garoto), mas lendo as passagens cômicas do personagem, o leitor ficará em dúvida sobre essa afirmação (que o Bom Emir não leia isso).

André Dahmer segue a fórmula que o já consagrou: síntese gráfica, desenhos simples e um humor negro impecável. Se você não é adepto das piadas politicamente corretas, o álbum irá agradar e muito.

A acidez das situações e o desfecho de algumas tiras conseguem o riso pela extrema frieza do personagem e como ele encara o genocídio de maneira natural, e não querendo ser contraditório, mas já sendo, é aí que a coisa fica séria.

Apesar de cômico, o texto reflete governos totalitários, governados por ditadores, que infelizmente nós sabemos que ainda estão mo poder em alguns países. Nota-se pelo egoísmo nas falas e na extrema convicção dos atos de Emir, a sua verdadeira monstruosidade.

Ao se colocar no papel de herói (de um povo que ele reprimiu), guardião da democracia (a democracia dele), protetor da liberdade (a que ele concede), o Bom Emir é um retrato fiel e histórico da realidade de algumas nações e seus governantes. E sim. Isso leva o leitor a uma reflexão. Podemos até dizer que o Rei Emir Saad nos faz pensar sobre o assunto.

Interessante observar como o traço solto de Dahmer suaviza, ou disfarça, o conteúdo. Uma surpresa da publicação são as páginas produzidas pelo cartunista em parceria com Jeff Hunter, onde o Rei Emir Saad aparece com outro traço. Apresentado de forma mais definida e com características mais realistas, o personagem ganha uma credibilidade quase assustadora, fazendo o humor até diminuir, apesar da situação ainda ser engraçada. Esse é um dos poucos momentos do álbum que você leva o Bom Emir a sério.

Mais uma vez a editora Barba Negra nos apresenta um bom projeto gráfico. O álbum tem um bom formato (18 x 18 cm), o que permite distribuir as tiras em sua maioria em três por página, mas há momentos em que encontramos apenas uma. As orelhas com a mesma proporção das capas garantem uma maior rigidez para a publicação, o que permite o manuseio do álbum sem o risco de amassar.

As cores chapadas, presentes na arte de Dahmer também foram utilizadas como fundo de algumas páginas, as que marcam algum momento específico na vida do Bom Emir. Decisão positiva, pois quebra a mesmice de sempre ser fundo branco e ainda dá uniformidade e coesão ao álbum.

O único senão da publicação foi uma leve escorregada: a repetição de uma tira em páginas muito próximas. Claro que isso não diminuiu a qualidade do álbum, mas pelo que percebemos, a Barba Negra pretende ser uma das melhores no segmento de quadrinhos, portanto é um apontamento que deve ser observado para não se repetir em outras edições.

Rei Emir Saad – O monstro de Zazarov é um bom álbum, ideal para os que gostam de humor negro e para aqueles que não se escondem atrás do politicamente correto. A publicação, que é o sexto livro da carreira do autor, não decepciona os leitores que já acompanham Dahmer e nem aqueles que ainda não conhecem o seu trabalho. Leia e ria do Bom Emir.

Rei Emir Saad – O monstro de Zazarov
Editora: LeYa / Barba Negra
André Dahmer
18×18 cm
128 páginas
R$ 34,90

obs: para não sofrermos nenhum castigo do Bom Emir preferimos ocultar algumas partes do texto. Para visualizá-las é só selecionar o trecho com o mouse.

Renato Lebeauresenha hqbAndré Dahmer,Barba Negra,HQB,Leya,Rei Emir Saad,resenhaApesar de ser um nome desconhecido para alguns, o Rei Emir Saad, ou melhor, o Bom Emir, já governa o povo de Ziniguistão desde 2007, isso pelo menos nas tiras semanais do autor André Dahmer, no portal G1. Publicado pela editora Barba Negra, o álbum é uma coletânea das melhores...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe