rastreadores_capaOk, 2014 passou e não podemos negar que a Copa do Mundo (sim Brasil, teve Copa), foi um dos eventos mais significativos do ano. E vamos esquecer o desfecho dela para os brasileiros. Enquanto você lia isso, mais um gol da Alemanha.

Muitas HQs lançadas nesse ano teve como tema o futebol e a Copa do Mundo. O fato foi visto e revisto por vários ângulos, seja apenas como a descompromissada pelota, ou até mesmo por zumbis. Mas também teve uma que retratou, de forma divertida, um dos maiores mistérios das Copas: o desaparecimento da taça Jules Rimet.

Rastreadores da Taça Perdida – O Segredo da Jules Rimet é uma publicação da Bila Edições, e é assinada por Giorgio Cappelli (roteiro e arte) e Enéas Ribeiro Corrêa (cores), que tem como plano de fundo o roubo da Taça Jules Rimet, que foi conquistada pelo Brasil na Copa de 1970, no México.

10364183_244354862420740_4163758195754375125_n“A Jules desapareceu deixando algumas perguntas: por que ficava exposta de forma tão desprotegida? Por que a verdadeira achava-se à vista de todos, enquanto a réplica era mantida num cofre seguro? Por que foi derretida se valia muito mais do que o ouro com a qual foi feita? Por que os autores do seu roubo morreram ante de ir ao tribunal em circunstâncias misteriosas?”

A partir dessa história cheia de furos Giorgio Capelli constrói um relato cheio de aventuras como nos álbuns Tintim, criado pelo autor belga Georges Prosper Remi, mais conhecido como Hergé, misturando aventura e humor numa história com toda a cara de “teoria da conspiração”.

A HQ tem início em uma noite de dezembro de 1983, na sede da CBD (Confederação Brasileira de Desportos), onde dois ladrões levam a taça Jules Rimet que o Brasil conquistou definitivamente ao ser tricampeão no México em 1970.

10288766_242190962637130_6186817906840505754_nO álbum une desenhos de estilo europeu à narrativa das HQs americanas e é protagonizado pela dupla Bovinio “Vini” Del Toro e seu primo Giovanni Mantovani, dois investigadores contratados por um senador para descobrir o paradeiro da verdadeira taça.

A taça segundo noticias da época foi derretida, e já trazia em sua história uma ocorrência de roubo, na Inglaterra, em 1966. Naquela época, foi reencontrada semanas depois pelo cão Pickles, também homenageado na obra, que conta com uma equipe incrível de coadjuvantes, entre eles Colágina Botóksya, especialista em futebol e em manutenção de relógios de torres.

Décadas depois do roubo, a dupla percorre o Brasil de ponta a ponta em busca do troféu, pois segundo suas investigações a “verdadeira” taça, estaria escondida em alguma parte do nosso imenso país, só que eles descobrem que não estão só nesta busca da taça e assim terão que enfrentar muitos perigos, sempre com uma dose grande humor.

Para quem gosta de futebol e quer relembrar sobre esse famoso mistério das Copas, Rastreadores da Taça Perdida – O Segredo da Jules Rimet é um álbum leve e que diverte. Boa diversão para passar o tempo.

Rastreadores da Taça Perdida – O Segredo da Jules Rimet
Editora Bila
Roteiro e arte: Giorgio Cappelli
Cores: Enéas Ribeiro Corrêa
Colorido
21 x 28 cm
44 páginas
R$ 19,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/12/10366254_244231352433091_4961826515070248130_n.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/12/10366254_244231352433091_4961826515070248130_n-300x300.jpgFloreal Andraderesenha hqbBila,Enéas Ribeiro Corrêa,Giorgio Cappelli,O Segredo da Jules Rimet,Rastreadores da Taça PerdidaOk, 2014 passou e não podemos negar que a Copa do Mundo (sim Brasil, teve Copa), foi um dos eventos mais significativos do ano. E vamos esquecer o desfecho dela para os brasileiros. Enquanto você lia isso, mais um gol da Alemanha. Muitas HQs lançadas nesse ano teve como tema...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe