Quem conhece pessoalmente Márcio Baraldi já pode presenciar o seu discurso e conferir a sua presença marcante. A sua grande estatura corresponde ao seu tom de voz que declama a sua mais forte característica: a vontade de falar o que pensa.

Isso é refletido em suas obras? Com certeza, e Rap Dez, o mais recente álbum de autor, é mais uma vez, um reflexo direto de Baraldi! No entanto, o cartunista inova ao criar um personagem rapper, e mantém a rima em todos, eu disse TODOS, os quadrinhos do livro.

Em 52 páginas o cartunista aborda mais de vinte assuntos, sempre de maneira clara e levando a reflexão. Essa característica do refletir não é à toa, além de ser algo sempre presente nos álbuns de Baraldi, Rap Dez é o tipo de HQ direcionada à formação de uma mente jovem conscientizada.

Esse grande grito presente e a diversidade dos temas é fruto de uma ação de projeto social chamado Revista Viração, que conta com o apoio do Mistério da Cultura, do UNICEF e da UNESCO. Baraldi participa do projeto desde 2003 com a sua arte e transformando os roteiros e sugestões de temas enviados pelos “virajovens” em quadrinhos. O que demonstra que Baraldi não apenas fala em comunidade, ele participa dela, e Rap Dez é o resultado de participação e interesse coletivo.

E é claro que ao falarmos de coletivo, mais uma vez, não podemos deixar de falar de comunidade, e o personagem Rap Dez é um legítimo representante de indivíduo que está no meio do povo, e que luta por uma sociedade melhor. Todas as suas características de rapper (sonoridade e roupas) somadas com o seu engajamento o torna carismático, e não é de se estranhar que ele venha ganhando leitores e leitoras na Revista Viração.

Graficamente, Baraldi repete o que já é marca registrada do quadrinhista, um traço mais voltado para o cartum, muita cor e uma diagramação de página dividida em seis quadros. Tudo isso em uma publicação em papel couché e capa plastificada.

Rap Dez já chama a atenção de outros rappers, por isso nas páginas do álbum você confere a participação de Rappin Hood transformado em personagem, e na quarta capa os depoimentos de outras personalidades do Hip Hop nacional como Xis, DJ Hum e Toni C.

Independente da postura irreverente do autor e de algumas posições políticas e temas abordados, não há como negar que mais uma vez Baraldi cumpre o que diz: nos apresenta um álbum de boa qualidade e que carrega consigo todo um senso de comunidade e cidadania, atitude que muito “cidadão engajado” nem sonha em realizar, além é claro de apresentar 52 páginas com textos rimados, e convenhamos, isso não é nada fácil!

Rap Dez é o décimo quarto álbum de Marcio Baraldi, um dos quadrinhistas mais ativos de sua geração. Agrade e conscientiza. Vale a pena conferir.

Rap Dez
Marcio Baraldi
21 x 28 cm
52 páginas
R$ 10,00
Contato: www.marciobaraldi.com.br

Renato Lebeauresenha hqbHQB,Marcio Baraldi. Revista Viração,Rap Dez,resenhaQuem conhece pessoalmente Márcio Baraldi já pode presenciar o seu discurso e conferir a sua presença marcante. A sua grande estatura corresponde ao seu tom de voz que declama a sua mais forte característica: a vontade de falar o que pensa. Isso é refletido em suas obras? Com certeza, e...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe