noite_de_luz

O primeiro álbum de Marcelo D’Salete é constituído de seis pequenas histórias. Nem todas inéditas, mas todas auto-conclusivas e de temática noturna.

A predominância dos tons de cinza, as poucas falas dos personagens e o clima urbano, dão um aspecto melancólico à obra. Mas, restringi-la a isso é subestimar toda a gama de assuntos que o autor colhe do contexto urbano.

Suas histórias se alimentam, praticamente, de todos os temas presentes nas ruas das grandes cidades: família, desemprego, amor, amizade, vingança, corrupção etc.

Cada HQ tem em média 15 páginas, mas representam narrativas que ocorrem num espaço de tempo grande. D’Salete consegue essa façanha de maneira bem feita, sem deixar buracos e nem preenchê-los com ar. Cada história apresenta começo, meio e fim; têm seus próprios personagens, cada qual com suas próprias questões a serem resolvidas.

Dá até pra desconfiar de que se tratam de fatos reais, ocorridos com pessoas com as quais todos nós temos contato no decorrer de um dia estressante: a garçonete, o vendedor de flores, o grafiteiro, o segurança, o tatuador, o policial, o catador de lixo etc. Pessoas que causam enorme impacto na cidade, mas que nós quase nunca temos tempo (e interesse) para notar.

Esse grande poder de atenção que o autor demonstra se reflete também na parte estética da obra. Ainda que em uma HQ ou outra seus desenhos invistam mais nas hachuras ou nas massas de negro chapada, predominam, ao longo da obra, linhas angulares e tons de cinza que se inspiram na textura do ambiente no qual esses fragmentos da vida foram colhidos: os postes, os bares, as boates, os muros, os prédios, os jardins, as ruas etc.

Os textos que acompanham o álbum (escritos pelos poetas Bruno Azevedo e Allan da Rosa) demonstram o capricho da edição brasileira e contextualizam a obra e o autor numa cena artística nacional que tem como tema o homem e sua relação com a cidade.

No entanto, vale citar que o álbum obra foi publicado primeiro na Argentina e, depois, saiu por aqui (temo em pensar que se não fosse pela publicação Argentina, esse trabalho jamais sairia em terras tupiniquins). Sua qualidade é tamanha que foi indicada para o HQMIX 2009 na categoria “Edição especial Nacional”.

Se o mundo fosse um lugar justo, não haveria tanta corrupção, intolerância e impunidade. As pessoas sofreriam menos e os bons artistas não teriam tantas dificuldades para publicar seus trabalhos.

Porém, se fosse o mundo um lugar justo, obras com a intenção de mergulhar nas questões humanas, como esta, talvez, não existissem.

Noite Luz
Autor: Marcelo D’Salete
Editora: Via Lettera
Nº de páginas: 112
Data: Agosto de 2008
Preço: R$ 20,00

Alexandre Manoelresenha hqbHQB,Marcelo D’Salete,Noite Luz,resenha,Via LetteraO primeiro álbum de Marcelo D’Salete é constituído de seis pequenas histórias. Nem todas inéditas, mas todas auto-conclusivas e de temática noturna. A predominância dos tons de cinza, as poucas falas dos personagens e o clima urbano, dão um aspecto melancólico à obra. Mas, restringi-la a isso é subestimar toda...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe