A vida cotidiana, nada de tiros ou perseguições em alta velocidade. Apenas as conversas banais, o amor sem finais trágicos ou encontros e reencontros rocambolescos. Cada vez mais gosto de histórias assim. E Camilo Solano estreou muito bem por esse caminho.

Para se ter um contexto do que estou falando, na quarta temporada do seriado “Seinfeld”, quando o personagem vai escrever um piloto de um programa de TV, George da uma ideia a Jerry: escrever sobre o nada.

Outro exemplo para defender o meu ponto de vista: Harvey Pekar em um dos seus roteiros fala sobre filas de supermercado.

Mais um? Ok. Em 2009 a atriz Débora Aoni, escreveu um texto que transformei numa HQ de 4 páginas: uma garota acorda e conversa com uma amiga no celular, sai para a rua ainda falando no celular, pega o metrô, vai ao centro da cidade, deixa um walkman com um camelô e no final da noite, sentada no muro de uma escola, na avenida paulista ouve de um velhinho um comentário sobre sua juventude.

E o que essas três situações tem em comum? Que inspiração pode estar em qualquer lugar. Que não importa o que seja, bem contada, a história pode render um filme, uma série e uma história em quadrinho. A inspiração pode ser você.

Na sua estreia com o álbum “Inspiração – Deixa entrar Sol nesse porão”, o paulista Camilo Solano fala da sua vida. Começa com um telefonema para lourenço, sim, o lourenço que você está pensando. E de forma concisa, Camilo em uma página explica quem é Lourenço Mutarelli.

A narrativa segue com uma conversa com a namorada, Larissa, sobre as cabeças recortadas e coladas na parede do seu quarto, intercalada por duas páginas de um personagem de sua autoria chamado “Fin”.

Novo telefonema e Mutarelli o convida para um café em sua casa. Sua rotina de São Manuel até Bauru, onde mora, e faz faculdade de design, sua ida ao barbeiro, as viagens solitárias de ônibus e suas conversas sobre seus quadrinhos com os amigos de república é tudo colocado no papel.

A ida a São Paulo com a família e a conversa bizarra dentro do carro, o cafézinho e a papo com Mutarelli de quem quer um texto para ser transformado em HQ para seu trabalho de conclusão de curso. A volta e a resolução de transformar todos esses acontecimentos no roteiro do seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Pronto. Está feito o roteiro de uma excelente HQ.

E depois de feito o roteiro, o autor levou adiante e lançou de forma independente em junho de 2013, esse álbum que além de sincero, ainda consegue usar de forma funcional a paixão do autor. A sequência de seus ídolos e como o traço se transforma é um momento a parte para os leitores de quadrinhos. Diversidade no traço colocada em função da história. Ótima sacada!

Um único senão, em minha opinião, é a capa. Eu deixaria somente o desenho bacana que o autor fez dele mesmo e o título. Afinal, no fim, ele é a sua própria inspiração.

Camilo diz de forma bem bacana em seu prefácio: “as histórias em quadrinhos para mim nunca precisaram dizer nada de mais. Não precisa ser grandiosa e com universos fantásticos. Não precisa de moral. Para mim a vida real é muito mais complexa as vezes.”

Taí, concordo plenamente com ele.

No dia que recebi o álbum para resenhar, li o site do Troféu HQMIX e conferi que Camilo Solano foi indicado a duas categorias: melhor desenhista revelação e roteirista revelação.

Boa sorte Camilo.

Inspiração – Deixa entrar Sol nesse porão
Edição independente
Autor: Camilo Solano
Preto e branco
Lombada quadrada
20 x 28 cm
64 páginas
R$ 20,00
Contatos: inspiracaoemquadrinhos | Camilosolano.wordpress

Floreal Andraderesenha hqbCamilo Solano,InspiraçãoA vida cotidiana, nada de tiros ou perseguições em alta velocidade. Apenas as conversas banais, o amor sem finais trágicos ou encontros e reencontros rocambolescos. Cada vez mais gosto de histórias assim. E Camilo Solano estreou muito bem por esse caminho. Para se ter um contexto do que estou falando,...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe