Ao ler uma graphic novel tão bem elaborada e produzida como “Independência ou Mortos”, lançada oficialmente no último 7 de setembro, e desenvolvida a pedido dos idealizadores do site Jovem Nerd, nos envolvemos na trama ao ponto de querer logo saber o final.

A publicação que marca a estreia de HQs no selo Nerdbooks merece ser apreciada em cada um dos seus detalhes e referências, que vão desde elementos da cultura pop até piadas características proferidas pelos participantes dos Nerdcast em dezenas de episódios.

O roteiro de Abu Fobyia, pseudônimo de Fábio Yabu, é poderoso como pede o genial e apropriado título da HQ, calcado tanto em fantasia quanto em momentos históricos. Napoleão Bonaparte, Dom João VI, Carlota Joaquina, Dona Maria a louca, e ao mesmo tempo, o primeiro zumbi!

Toda a ação já começa na viagem fugitiva da família real portuguesa para o Brasil. Uma carnificina promovida por mortos vivos em alto mar. Claro que tal episódio foi prudente e genialmente oculta dos anais da história segundo essa sinistra versão.

Nessa nova realidade, digna do conceito de filmes como Bastardos Inglórios ou Abraham Lincoln Caçador de Vampiros, mas criada anos antes, o leitor acompanha o desenvolvimento de personagens como o jovem Dom Pedro, sua esposa Léo, o escravo alforriado chamado Tigre (que certamente irá cativar muitos leitores), as maquinações de sua mãe e as razões de seu pai.

E quando os reais desdobramentos da ausência da família real em Portugal acabam por exigir o retorno dos Bragança para a Europa, eclode um apocalipse zumbi em terras tupiniquins! Aí reside a aventura, a ação, o terror – sem mencionar o humor, presente durante toda HQ como não poderia ser diferente!

O ilustrador Harald Stricker, mais conhecido como Andróide pelos ouvintes do Nerdcast, é meticuloso e ao longo da narrativa do livro, por vezes, fará o leitor se questionar, no melhor sentido, sobre a técnica empregada – tão detalhada quanto a de um caprichado mangá de Masami Kurumada, autor dos Cavaleiros do Zodíaco.

Com cenários sensacionais e arte fantástica e expressiva, que em alguns momentos fazem lembrar ilustrações de antigos livros de história – mas que o jovem e impulsivo leitor destas linhas não pense se tratar de um demérito para a obra – pois o projeto gráfico é simplesmente primoroso.

A forma como a história alterna realidade e ficção torna surpreendente o destino de muitos personagens. A cada página, cresce a expectativa do leitor para saber o final. A sensação é tão inevitável quanto uma invasão zumbi num filme de Robert Rodrigues.
Confira e divirta-se!

Independência ou Mortos
Autor: Abu Fobiya
Ilustrador: Harald Stricker
Arte-Finalistas: Victor Estivador, Vilmar Rossi Júnior, Michel Borges e Evandro Bertol
Preto e branco
160 páginas
R$ 49,90
Contato: www.nerdstore.com.br

Dennis Rodrigoresenha hqbAbu Fobiya,Evandro Bertol,Harald Stricker,HQB,Independência ou Mortos,Jovem Nerd,Michel Borges,resenha,Victor Estivador,Vilmar Rossi JúniorAo ler uma graphic novel tão bem elaborada e produzida como “Independência ou Mortos”, lançada oficialmente no último 7 de setembro, e desenvolvida a pedido dos idealizadores do site Jovem Nerd, nos envolvemos na trama ao ponto de querer logo saber o final. A publicação que marca a estreia de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe