Em 2012, a editora Nemo lançou muitos títulos. Mantendo a promessa que também daria espaço ao quadrinho nacional, entre esses lançamentos, há a série de super-heróis “Força Animal”, escrita por Wellington Sberk e com desenhos de Kris Zullo.

Visivelmente direcionada para o público infantil e pré-adolescente, esse primeiro volume é a introdução de uma série que terá como tema central o meio ambiente, e gira em torno de quatro jovens escolhidos que devem salvá-lo. A premissa não é nada inovadora, mas analisando o público e o estilo, com certeza se bem tralhada pode produzir excelentes histórias.

Jonatahn, Helena, Tales e Artur são atletas, amigos e também, os quatro protagonistas que conhecem Naturalis, a protetora da natureza, e são convidados a ajudá-la a combater o mal. Eles aceitam a missão de proteger o meio ambiente do Lorde Decano, que tem como objetivo destruir todo o verde e aumentar a poluição.

Para conseguir enfrentar o mal, os jovens recebem um amuleto mágico de Naturalis, que tem poderes de animais da fauna brasileira. Aqui é onde a história pode mostrar um diferencial, por formar heróis brasileiros, com poderes de animais da nossa fauna, o que quebra um pouco da mesmice e dá uma pitada de curiosidade. Ideia excelente para se aproveitar nas escolas quando o assunto for super-heróis.

Wellington Sberk, que assina o roteiro, é natural de Belo Horozinte (MG), graduado em História, e doutor em Educação. Como educador, está dando conta do recado, educando jovens a cuidar do que é nosso, através da coisa mais legal do mundo: HQs. Lembrando que Sberk tem muita experiência no assunto quando se trata de bons roteiros, e a sua carreira com as histórias em quadrinhos já vem de longa data.

Essa primeira edição serve para instigar o leitor e começar a deixá-lo familiarizado com o ambiente e as próximas histórias. Sendo um material totalmente novo e para um público que se dispersa facilmente, esse primeiro volume teve a responsabilidade de ter a história que decide se vale a pena comprar a próxima edição. Uma tarefa árdua, mas logo percebemos que nas 24 páginas, temos apenas a apresentação de todos os personagens fundamentais e que não vai faltar aventura.

Kris Zullo mora em São Paulo e trabalha como ilustrador e diretor de arte. Trabalha com publicidade e faz ilustrações editoriais, talvez por isso, os quadrinhos são bastante coloridos e vetoriais. O cenário é simples, sem muito detalhe, muitas vezes só um fundo vazio, ou riscos de movimento.

Um destaque vai para as onomatopeias bem coloridas que trazem bastante “barulho”, que somadas com os desenhos e roteiro, fazem com que a história tenha velocidade e dinamismo. Ritmo ideal para o público.

Nosso único porém é que nessa primeira edição, as personagens tiveram pouco apelo, e ficou meio difícil se identificar com algum especificamente, o que pode (ou não) atrapalhar o desenrolar da série.

A editora Nemo prometeu continuar a série em 2013, e esperamos que ela dure por muito tempo. Não só por ser um quadrinho nacional, mas porque a HQ tem potencial de encantar, ensinar e conscientizar o público para qual se dirige. E mais uma vez repetimos: é um material que deveria estar nas prateleiras das escolas, pois também é uma excelente publicação para o público infantil ter o primeiro contato com as histórias em quadrinhos.

Força Animal – A aventura começa!
Editora Nemo
Roteiro: Wellington Srbek
Arte: Kris Zullo
20 x 28 cm
24 páginas
R$ 14,90

Thailiny Cruzresenha hqbForça Animal,HQB,Kris Zullo,Nemo,resenha,Wellington SrbekEm 2012, a editora Nemo lançou muitos títulos. Mantendo a promessa que também daria espaço ao quadrinho nacional, entre esses lançamentos, há a série de super-heróis “Força Animal”, escrita por Wellington Sberk e com desenhos de Kris Zullo. Visivelmente direcionada para o público infantil e pré-adolescente, esse primeiro volume é...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe