O álbum tem um formato grande (24 x 27 cm); a capa é feita em papel Roller impressa em serigrafia e sem lombada, deixando a costura à mostra. Por isso, pode passar batida nas estantes de uma livraria.

No entanto, essa aparência artesanal foi o que me motivou a ler este trabalho do grupo Casadalapa, um coletivo formado por 15 artistas que atuam nas mais diversas áreas: cinema, vídeo, artes plásticas, teatro, quadrinhos etc.

Toda essa diversidade de linguagens se reflete na parte interna da edição. A HQ utiliza diversas técnicas como fotografia, desenho, graffiti, performances, lambe-lambe (qualquer tipo de papel colado nas paredes externas das cidades) etc.

Mas o predomínio é da fotografia, afinal o que vemos dos graffitis, performances e lambe-lambes são seus registros fotográficos.

Portanto, mesmo com toda essa variedade de técnicas, o que temos aqui é predominantemente uma fotonovela. E fotonovelas geralmente são usadas para o humor mais escrachado. Fora desse gênero, não costumam ser muito apreciadas pelo público.

Mas, quem superar esse preconceito vai encontrar um trabalho maravilhoso: a dramática história de Domingas, uma migrante que vem para São Paulo fugir das dificuldades de sua terra natal e acaba se envolvendo com um homem, se apaixona, engravida, o cara some e ela tem que cuidar sozinha do filho. Como diz o texto que encerra o álbum: “Uma história comum. E única. Como a de todos nós”.

História comum, mas não no modo de representá-la: Domingas aparece ora desenhada nas páginas, ora grafitada nas paredes da cidade, ora como uma atriz de carne e osso realizando performances nas ruas e ora em uma espécie de display, no tamanho natural de uma pessoa, espalhado por toda urbe.

O mesmo vale para os demais personagens e também para os cenários. E a fotografia acompanha tudo isso, às vezes desfocada, às vezes numa composição poética, às vezes misturada com desenho.

No meio da narrativa encontramos fotos, estilo manking of, do coletivo realizando os graffitis e performances que aparecem na edição. Tudo isso colocado de um modo muito interessante, que não prejudica e nem quebra o ritmo e a dramaticidade da história.

Se a parte gráfica é repleta de experimentações, o texto também não fica atrás: é uma mistura homogênea de diálogos, prosa coloquial, letras de músicas e informações estatísticas sobre gravidez na adolescência.Novamente, tudo colocado de modo coerente com a proposta e sem quebra de ritmo ou drama.

Como se tudo isso não bastasse, o grupo também filmou essa narrativa e a disponibiliza em um DVD anexo ao álbum.

Enquadro é um trabalho experimental que conta com o financiamento do ProAc (Programa de Ação Cultural), do estado de São Paulo. E me surpreende muito saber que um trabalho com essa proposta foi selecionado em um edital público.

Geralmente a visão que temos desses editais é de que selecionam apenas trabalhos mais tradicionais tanto em relação aos autores, quanto em relação à suas técnicas e temáticas. Parabéns à comissão julgadora e ao estado por financiar um trabalho tão belo como este que dificilmente ganharia vida sem o patrocínio.

Parabéns ao grupo por tamanha ousadia e por acrescentar ainda mais qualidade na cena dos quadrinhos nacionais. Mal posso esperar pela continuação da obra – o que lemos aqui é apenas o primeiro capítulo.
De longe a melhor fotonovela que eu já li! E olha que eu aprecio bastante fotonovelas!

Enquadro – capítulo 1: Domingas
Autores: Coletivo Casadalapa
Edição Independente
128 páginas
Data: Dezembro de 2009
R$ 30,00
Contato: http://casadalapa.blogspot.com/

Alexandre Manoelresenha hqbColetivo Casadalapa,Domingas,Enquadro,HQB,Independente,resenhaO álbum tem um formato grande (24 x 27 cm); a capa é feita em papel Roller impressa em serigrafia e sem lombada, deixando a costura à mostra. Por isso, pode passar batida nas estantes de uma livraria. No entanto, essa aparência artesanal foi o que me motivou a ler...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe