A História do descobrimento do Brasil é contada há décadas e décadas por livros, professores de histórias, filmes, documentos e até por que não, por leigos!

É uma história longa e pesada, e convenhamos, muitas vezes acaba ficando chato de ler um livro inteiro sobre o assunto tão incerto. Mas se podemos ter uma certeza é que agora isso muda bastante de figura com a trilogia em quadrinhos publicada pela Devir Livraria, escrita por Fabio Fonseca.

Brasil 1500 conta a história do nosso país no formato de quadrinhos e apresenta o período do final do século XV que ficou conhecido como o das grandes explorações. Destemidos navegantes partiam em missões pelos mares sem saber se, um dia, retornariam às suas pátrias, movidos apenas pelos sonhos e promessas de riquezas.

No entanto, por trás dessas expedições europeias, houve muitas intrigas, disputas políticas e espionagem. Partindo desse conceito, esse segundo volume da série conta o trajeto de caravelas que partiram de Portugal até as Índias. Devido a um “erro de percurso” os navegantes acabaram parando por aqui, no Brasil!

O que vemos é o primeiro contato dos portugueses com essa terra rica, verde e cheia de nativos, que foram apelidados de Índios!!! A história acaba caindo no cliché e acaba sendo a mesma apresentada nas escolas: os portugueses chegaram por aqui “de boa”, sem nenhum tipo de batalha ou imposição. Confesso que eu esperava por um pouco mais de sangue e lutas.

É um texto bem lúdico e leve, sem deixar de esquecer do romance, entre Gonçalo e uma índia. Ele luta pelo amor dela e a salva de abuso sexual de outros portugueses. O segundo volume é focado principalmente em mostrar o lado bem frágil dos índios, que não estavam preparados para a abordagem do homem branco.

Mantendo o bom ritmo narrativo e com ilustrações fantásticas assinadas pelos paraenses Andrei Miralha e Otoniel Oliveira, aliás, vale destacar que a dupla também se aventura também na animação, a arte segue uma estética que em alguns quadrinhos parece ser desenhada por cima de fotografias. Tudo bem realista.

Pelas páginas nos deparamos com boas composições e marcação de luz e sombra, além de um enorme detalhamento no corpo, tanto dos índios nus, quanto dos portugueses, deixando as história bem orgânica e real!

Destaque também para dupla em outro quesito: genial como eles diferenciaram os índios dos portugueses. Os índios são representados graficamente com linhas curvadas e arredondados, já os português seguem com traços mais retos.

Ponto positivo para a Devir Livraria que deixou espaço para uma surpresinha deixada no final da edição. Os ilustradores fizeram um pequeno making of, mostrando os estudos e as ilustrações antes de serem coloridas.

Brasil 1500: Caminho das Índias é uma leitura bem leve, divertida, didática e pode-se dizer que inusitada em alguns pontos. Vale pra todo mundo, desde quem está estudando agora até para aqueles que cochilaram nas aulas de História.

Em breve você confere aqui no Impulso HQ a resenha da última parte dessa aventura “Brasil 1500 – Caminho das Índias”. E não deixe de conferir a Resenha HQB do primeiro volume “Brasil 1500 – Segredo de Estado”, clicando aqui.

Brasil 1500: Chegada ao Paraíso
Devir Livraria
História: Fábio Fonseca
Arte:Andrei Miralha e Otoniel Oliveira
Colorido
Papel couché 115 g/m²
20,5 × 27,5 cm
48 páginas
R$ 29,50

Thailiny Cruzresenha hqbAndrei Miralha,Brasil 1500,Chegada ao Paraíso,Devir,Fábio Fonseca,Otoniel OliveiraA História do descobrimento do Brasil é contada há décadas e décadas por livros, professores de histórias, filmes, documentos e até por que não, por leigos! É uma história longa e pesada, e convenhamos, muitas vezes acaba ficando chato de ler um livro inteiro sobre o assunto tão incerto. Mas...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe