VidaDeJonasEm uma conversa sobre quadrinhos, um amigo me disse que a simplicidade é, às vezes, mais difícil de se atingir. Pensando nisso, não se pode deixar passar batido um álbum que tem em sua apresentação as seguintes palavras de André Diniz: “rico em sua simplicidade, simplicidade que deve dar um trabalho danado para se atingir”.

Estou me referindo à graphic novel nacional A Vida de Jonas, lançada em abril desse ano pela Zarabatana Books. Escrita e desenhada por Magno Costa, revelação do quadrinho nacional (vencedor do Troféu HQMIX, em 2012 por seu trabalho em “Oeste Vermelho“), e com cores do seu irmão Marcelo Costa, a obra é mais um projeto que teve o apoio da Secretaria da Cultura de São Paulo, por intermédio do ProAC – Programa de Ação Cultural.

Não se deixe enganar. A escolha de representação gráfica (os personagens remetem aos Muppets e à Vila Sésamo) só faz a obra ganhar um significado maior. Me fez lembrar de Krazy Kat e suas histórias de uma página que escondiam um mundo muito complexo.

ferias_oficina_narrativa04Mais uma vez utilizarei as palavras de Diniz: “este quadrinho é uma obra que “hipnotiza a nossa vista, confunde, envolve, surpreende.” E não digo isso apenas para usar adjetivos, e sim, porque Magno usou um argumento crível, realista e, infelizmente, é a realidade de muitos:

Um ex-alcoólatra abandonado pela mulher e desempregado luta para ficar sóbrio e ter sua tão sonhada segunda chance. Uma história sobre corações partidos, amizades testadas, fantasmas pessoais e cicatrizes que não se curam.

Ok, deu pra sacar que não é uma história para criança. Mais uma vez, não se engane pela capa. Não, não compre achando que seu sobrinho vai achar fofo, não compre achando que você terá uma nostalgia lembrando dos personagens da sua infância. Jonas é alcoólatra e tenta recuperar o amor perdido. Compre porque a HQ é boa.

10339557_785335971486130_7107590787877541170_nRepito isso porque quando vi a capa pela primeira vez, sem saber nada sobre a HQ, pensei que seria algo mais leve, talvez uma homenagem aos velhos programas dos anos 70 e 80. Nada disso, Magno Costa com poucas palavras nos conta a história de Jonas, sua paixão, seus amigos e sua doença.

É triste, mas o autor não mascara a realidade e coloca justamente Jonas em situações difíceis, situações que o próprio Jonas se colocou devido à sua fraqueza pelo álcool, e quem está nesse estado faz um bocado de coisas. Coisas ruins. E sim, Jonas tenta a redenção, mas quando acha que as coisas vão mudar para melhor, o destino estica sua perna e faz com ele leve mais um tombo.

Triste, mas real. Talvez todos nós já tivemos um amigo assim.

A Vida de Jonas é o melhor lançamento do primeiro semestre de 2014. Quadrinhos de primeira para leitores que estão cansados de histórias babacas de super heróis.

A Vida de Jonas
Zarabatana Books
Roteiro e arte: Magno Costa
Cores: Marcelo Costa
20, 4 x 29,5 cm
64 páginas
R$ 40,00

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/10/jonas0000.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2014/10/jonas0000-300x300.jpgFloreal Andraderesenha hqbA Vida de Jonas,Magno Costa,Marcelo Costa,ZarabatanaEm uma conversa sobre quadrinhos, um amigo me disse que a simplicidade é, às vezes, mais difícil de se atingir. Pensando nisso, não se pode deixar passar batido um álbum que tem em sua apresentação as seguintes palavras de André Diniz: “rico em sua simplicidade, simplicidade que deve dar...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe