Mergulhei junto com o Professor Pierre e acabei atrasando MUITO o post dessa aventura maluca no fundo do oceano. Demorei tanto que o professor até saiu para uma nova aventura, mas essa eu falarei daqui a algum tempo.

20.000 Léguas Submarinas é uma releitura em quadrinhos do clássico livro de Júlio Verne, de 1969. Para quem desconhece (se você é de outro planeta é claro!), Verne é um dos mais conhecidos escritores franceses, e é considerado por muitos o pioneiro em criar fantásticas obras literárias de ficção científica.

Da linha “Quadrinho para todos” da editora NEMO, 20.000 Léguas Submarinas é o primeiro livro de uma série que tem como objetivo atingir leitores de todas a idades por um preço justo. E olha, a editora acertou em cheio!

Júlio Verne escreveu histórias repletas de aventura e viagens fantásticas. E 20.000 Léguas Submarinas em quadrinhos faz jus ao livro original, e a que se propõe. É uma HQ para um público infantil bem adaptada, e conta a primeira aventura no professor Aronaxx, a bordo do Nautilus. O roteiro é assinado pelo experiente João Marcos, que é também um dos roteiristas da Turma Mônica.

Para quem não está habituado ao texto original, a HQ soube muito bem contar a história do Professor Atonaxx, que junto com Conseil, seu serviçal, e o aproador Ned Land, sai em busca de aventuras no mar a procura de um monstro que vem assustando pescadores no oceano. Só que na real, não há monstro nenhum. E ele acaba sendo prisioneiro de um submarino comandado por um estranho Capitão chamado Nemo.

O quadrinhista Will assina as ilustrações que já são conhecidas e sempre bem recebidas pelo público. Seu traço simples e vetorizado com uma paleta de cor relativamente limitada cria um ambiente propício para os leitores destinados. Uma viagem com destino certo.
A minha única ressalva é que algumas vezes, em cenas mais abertas, os personagens acabam perdendo um pouco de definição. Imagino que isso aconteceu, por ser uma série, sendo assim, mais rápido de finalizar o material, mas nada que tire o encanto do quadrinho.

A história é bem divertida e rápida de ler, tem horas que até da um leve friozinho na barriga. Crédito da editora que nessa primeira história decidiu fazer o enredo bem fiel ao original, que gira em torno do Nautilus, que é o esconderijo/mundo de baixo d’agua do Capitão Nemo. Isso garante que o jovem leitor tenha empatia com todos os personagens, e é claro, queria acompanhá-los nas próximas aventuras.

O nome 20.000 Léguas Submarinas é a grande sacada do livro, pois significa que o Nautilus pode chegar até as profundezas mais escondidas e obscuras, nos pontos do oceano onde ninguém jamais esteve. E isso sim, pode gerar aventuras sem limites, tanto de criatividade como de quantidade. Nesse primeiro volume, esse gancho é muito bem representado com um ataque de polvo gigante, onde um dos tripulantes prisioneiros quase acaba perdendo a vida.

A mistura de aventura, lugares desconhecidos, pessoas estranhas faz com que a HQ seja superinteressante e divertida e acaba te transportando junto para uma viagem. Convenhamos, essa é uma das melhores funções de uma HQ, entreter.

Para finalizar, uma curiosidade: em 1954 os Estúdios Disney lançou uma adaptação da história de Julio Verne em live action. É um filme lindo, cheio de mistérios e efeitos especiais. Para conferir, clique aqui.

20.000 Léguas Submarinas em Quadrinhos

Editora Nemo
Roteiro: João Marcos, a partir de Júlio Verne
Desenhos: Will
Acabamento: brochura
20 x 28 cm
64 páginas
R$ 19,80

Thailiny Cruzresenha hqb20.000 Léguas Submarinas,Júlio Verne,João Marcos,Nemo,WillMergulhei junto com o Professor Pierre e acabei atrasando MUITO o post dessa aventura maluca no fundo do oceano. Demorei tanto que o professor até saiu para uma nova aventura, mas essa eu falarei daqui a algum tempo. 20.000 Léguas Submarinas é uma releitura em quadrinhos do clássico livro de...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe