Tai um material que não costumamos ver por ai todos os dias.

1000 palavras reúne as 200 tiras mais populares do site de Marcelo Saravá, roteirista que atua nas áreas de cinema, teatro e quadrinhos. Mas não é essa já conhecida migração da web para o impresso que chama atenção do leitor; nem o fato de terem sido os leitores do site que escolheram as tiras aqui presentes. O que se destaca nessa publicação é o fato das tiras não conterem desenho, nenhum rabisquinho sequer, nem boneco palito, nada.

O autor assumiu que não sabe desenhar, colocou para si mesmo que isso não seria motivo para afastá-lo das histórias em quadrinhos, enveredou-se pelas tiras e resolveu montar um site com atualizações diárias. Com um ritmo de produção acelerada, logo chegou a expressiva marca de 1000 tiras e decidiu que era hora de se aventurar também pelos meios impressos.

Como não pode contar com os desenhos, o Saravá desdobra-se com o uso dos demais elementos da linguagem, principalmente os balões, as letras e as cores, chegando inclusive a alcançar resultados surpreendentes em algumas passagens.

As tiras abordam uma gama enorme de assuntos, mas tem certo predomínio de temas cotidianos, a guerra dos sexos, a religião, a política e outros com uma pegada mais depressiva. O humor advém quase sempre da surpresa do último balão, constatando que muitas vezes o desenho é superficial nesses tipos de tiras.

O autor se aventura também em histórias de uma página, mas essas são bem poucas – duas, para ser mais exato, mas bem engraçadas.

A alguns deslizes de edição, como a diagramação um pouco confusa do prefácio e a ordem das tiras – além dos temas em comum, o autor poderia ter pensando também na harmonia das cores ao reunir as tiras. Mas o chato mesmo é a repetição de uma mesma tira nas páginas 39 e 50.

Ao assumir sua falta de entrosamento com o desenho e, mesmo assim, persistir com sua vontade de produzir quadrinhos, Marcelo Saravá criou algo realmente diferente – arrisco-me a dizer: algo realmente novo (embora no prefácio, Saravá afirme não ser o primeiro a fazer quadrinhos sem desenho) – que faz os quadrinhos darem um passo à frente, devido à exploração dos elementos da linguagem e, o mais importante, um produto que diverte e entretém.

Um grande exemplo de como as barreiras acabam por tornar-se trampolins. Um trabalho que merece ser lido.

1000 palavras
Autor: Marcelo Saravá
Publicação independente
60 páginas
Data: Setembro de 2011
R$ 9,00
Contato: http://marcelosarava.com.br/

Alexandre Manoelresenha hqb1000 palavras - tiras 100 desenho,HQB,Marcelo Saravá,resenhaTai um material que não costumamos ver por ai todos os dias. 1000 palavras reúne as 200 tiras mais populares do site de Marcelo Saravá, roteirista que atua nas áreas de cinema, teatro e quadrinhos. Mas não é essa já conhecida migração da web para o impresso que chama atenção...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe