Em um artigo de 1978 de Paulo Francis chamado “O bem-amado romance policial” ele afirma que os suplementos literários ignoram os eruditos e as universidades desprezam, mas meio bilhão de pessoas simplesmente não consegue passar sem ele”. Sou totalmente um aliado dessa ideia!

Meu salutar vício pelos quadrinhos me acompanha há anos e isso se passa com um bocado de gente e não é de agora. “É um vício mais popular que drogas”, segundo Francis. Tão popular que quebra barreiras metalinguísticas e midiáticas. É essa interposição em realidade e ficção que encontramos em “O Tortuoso Caso de Fire Shadow” publicado pela editora Quadrinhópole.

A realidade: Fire Shadow é uma banda de heavy metal de Curitiba com mais de 13 anos de carreira. A ficção: após uma noite de show, um dos membros da banda é assassinado.

Aqui o policial e os quadrinhos fazem dobradinha o que significa diversão em dobro. Quando o guitarrista da banda é encontrado morto na rua, os outros membros da banda procuram um detetive particular para resolver o mistério. E você caro leitor é este detetive!

Impressionante como o quadrinho consegue ignorar os conceitos da literatura e ao mesmo tempo inserir novos conceitos que reforçam determinado gênero. O grande diferencial de O Tortuoso Caso de Fire Shadow é que quando eu digo que você leitor embarca junto nessa aventura, eu não estou dizendo que você vai acompanhar somente a leitura, eu estou dizendo que literalmente você comandará o sentido da narrativa.

Você como detetive pode escolher as pistas a seguir e a cada página terminada você terá uma escolha que te leva a diferentes finais da história. Algo bastante incomum de se ver em quadrinhos policiais. Essa “técnica” narrativa por assim dizer, é mais encontrada nos livros jogos de RPG. Essa sacada foi concebida por Leonardo Melo, que assina o roteiro, e Adauto Silva que nos presenteia com uma bela arte em preto e branco.

Agora que escrevo essa resenha me lembrei de quando peguei o vírus altamente contagioso da literatura policial. Foi lendo as aventuras dos “Hardy Boys Detetives” que foram publicados aqui no Brasil em livros ilustrados pelo genial desenhista de quadrinhos Nico Rosso. Impressionante como O Tortuoso Caso de Fire Shadow me remeteu à esse sentimento de uma nova descoberta, ou um novo contágio.

A HQ é altamente recomendável para quem gosta de romances policiais e mistérios. É um gênero belíssimo quando bem executado, principalmente nos quadrinhos. Como esquecer da edição de capa dura das páginas dominicais de Krazy Kat onde um dos textos fala que Pablo Picasso ligava para a escritora e pedia para ela contar como era a página daquele dia. Isso toda a semana na década de 20 e 30 quando as ligações interurbanas de Paris para EUA não deviam ser nada baratas.

Leonardo Melo e Adauto Silva são os responsáveis por um trabalho batuta que você amante de boas histórias policias precisa ter em mãos. E caso você não seja um apreciados, deixe se contaminar por esse vírus. Aproveite, mal não faz.

Para finalizar, quero deixar aqui uma trilha sonora para acompanhar essa boa HQ. Já que a sua produção está atrelada ao sexto trabalho da banda Fire Shadow, chamado Eternal Flames, nada mais justo de indicar aqui a música título do álbum.

O Tortuoso Caso de Fire Shadow
Editora Quadrinhopole
Roteiro: Leonardo Melo
Arte: Adauto Silva
Capa colorida
Miolo PB
17 x 25 cm
100 páginas
R$ 25,00

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/07/Fire-Shadow-Quadrinhopole-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/07/Fire-Shadow-Quadrinhopole-1-150x150.jpgFloreal Andraderesenha hqbresenhasAdauto Silva,Eternal Flames,Leonardo Melo,O Tortuoso Caso de Fire Shadow,QuadrinhópoleEm um artigo de 1978 de Paulo Francis chamado “O bem-amado romance policial” ele afirma que os suplementos literários ignoram os eruditos e as universidades desprezam, mas meio bilhão de pessoas simplesmente não consegue passar sem ele”. Sou totalmente um aliado dessa ideia! Meu salutar vício pelos quadrinhos me...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe