virus-tropical-power-paola-nemoFaz uns 10 ou 12 anos que uma amiga, que na época era uma estudante de um curso técnico, que sonhava em ser jornalista me perguntou: “só existem cartunistas homens? E as mulheres?”. Não lembro o que respondi para a Ana Paula, mas agora posso dizer: “tem muitas Aninha!”(que já é grande uma jornalista).

Aqui no Brasil posso falar de muitas, da Chiquinha, Chyntia B, da amiga Lorena Kaz, entre outras, que desenham e escrevem muito e bem, mas hoje vou falar da latino-americana Power Paola, que nos insere no âmago de sua singular família colombiana na graphic novel Vírus Tropical, publicada em agosto desse ano pela Editora Nemo.

Power Paola (Paola Gaviria) conta em um pouco mais de 10 capítulos a sua vida, desde o momento da sua concepção até a hora de cortar as amarras e se lançar ao mar revolto da vida adulta. O álbum é chamado de Vírus Tropical porque esse foi um dos diagnósticos dado a sua mãe quando ela ficou grávida. Outros mais engraçados era que estava possuída pelo demônio, pois tinha casado com um ex-sacerdote.

virus-tropical-power-paola-nemo-2Com uma visão especialmente feminina de ver o mundo e com uma arte que muitos classificam como naif (desenhos sem preocupação das escolas clássicas como rigores de proporção ou perspectiva) Power Paola é a terceira de 3 irmãs e tratada como uma boneca por Cláudia, a irmã mais velha, e com indiferença por Patty, por quem nutria uma grande admiração. Nascida no Equador, a autora logo se mudou com as duas irmãs e a mãe para a Colômbia, e lá ficou até a sua adolescência, aonde se passa grande parte da graphic novel.

Com ótimas doses de bom-humor, leveza e ironia a autora em capítulos curtos e contados em forma cronológica temas como família, religião, dinheiro e amor. Da visita do Papa João Paulo II (quando ganhou como prêmio por um desenho), à separação dos pais, a visita da avó, a vida numa casa só com mulheres, as amigas de infância, as mudanças, as escolas, os namorados, o estojo de tinta óleo que ganhou da irmã Cláudia e a decisão de se tornar uma artista.

virus-tropical-power-paola-nemo-4Equador e Colômbia é onde se passa a vida de Paola Coca-Cola (apelido dado por seu pai) que se transformou na ilustradora Power Paola que com muito humor, sensibilidade e um traço de uma simplicidade comovente, nos conta de forma crua muito mais da sua vida como as missas em casa, roubos de chocolates, grafites na madrugada e tiroteios. Uma vida comum transformada em uma HQ maravilhosa que em 2016 será transformada em uma animação.

É isso Ana Paula, as mulheres estão com tudo no mundo dos quadrinhos e também espero que você leia essa resenha, entre em uma das livrarias aqui de São Paulo, onde você mora e se divirta muito com essa história em quadrinhos.

Vírus Tropical
Editora Nemo
Autora: Power Paola
Tradução: Marcela Vieira / Nicolás Llano Linares
160 páginas
17 × 24 cm
R$ 39,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/12/virus-tropical-power-paola-nemo-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/12/virus-tropical-power-paola-nemo-1-300x297.jpgFloreal AndradeNas bancas / Nas livrariasMarcela Vieira,Nemo,Nicolás Llano Linares,Power Paola,Vírus TropicalFaz uns 10 ou 12 anos que uma amiga, que na época era uma estudante de um curso técnico, que sonhava em ser jornalista me perguntou: “só existem cartunistas homens? E as mulheres?”. Não lembro o que respondi para a Ana Paula, mas agora posso dizer: “tem muitas Aninha!”(que...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe