Gaviao-Arqueiro-Minha-Vida-Arma-PaniniA Marvel Comics conseguiu dois autores de primeiro escalão para comandar a revista do Gavião Arqueiro: o roteirista Matt Fraction, que já passou por X-Men, segurou Homem de Ferro e Thor quando estavam no cinema, fora a sua carreira nos quadrinhos autorais, com a HQ Casanova e o desenhista espanhol David Aja que, além de quadrinista, é um grande designer. Esse seu background faz grande diferença na publicação. Aja fez poucas, mas invejáveis páginas na editora, principalmente na série do Punho de Ferro. O resultado é certeiro.

Clinton Francis Barton, o Gavião Arqueiro, apareceu pela primeira vez em Tales of Suspense #57, de setembro de 1964, como um oponente do Homem de Ferro. Criado por Stan Lee e Don Heck, o personagem, concebido como vilão, mudou de vida logo após sua terceira aparição. Uma vez regenerado, passou a integrar uma nova geração de Vingadores, ao lado da Feiticeira Escarlate, Mercúrio e do Capitão América, na clássica Avengers # 16, de maio de 1965.

Gaviao-Arqueiro-Minha-Vida-Arma-Panini-5A HQ começa com Clint Barton (Gavião Arqueiro) saindo do hospital depois de uma queda aleatória como o arqueiro da Marvel. Também somos apresentados a Kate Bitshop, vulga Gaviã Arqueira, que substituiu Clint por um bom tempo nos Vingadores. O que mais chama a atenção nessa série é como Barton interage com sua vizinhança, resolvendo problemas locais e salvando cachorros da máfia russa de roupa de ginástica! E acreditem, ao contrário do que pode parecer à primeira vista, tudo isso é mostrado de uma maneira muito interessante. São histórias, na maioria das vezes, independentes a cada revista.

Fraction e Aja produziram um gibi verdadeiramente tarantinesco com traços cartunescos, feito para quem curte quadrinhos old-School. Com uma pegada mais “indie” e alternativa (no abuso das referências, no texto, na montagem bem sacada), a HQ fala tanto com leitores novos quanto antigos, e difere de tudo que a Marvel tem colocado no mercado.

Gaviao-Arqueiro-Minha-Vida-Arma-Panini-4A partir da segunda história temos a companhia de Kate Bishop, A.K.A Gaviã Arqueira. A dinâmica entre os dois é muito boa, e só tem a acrescentar ao já excelente roteiro. A história onde Aja detalha o design de cada flecha especial do Gavião, trazendo um senso de realidade que encaixa muito bem com o clima mais “pé no chão” da narrativa.

O roteirista Matt Fraction realiza um bom trabalho, escrevendo tramas leves e descompromissadas. O Gavião Arqueiro, longe daquele herói que dispara infinitas flechas nos vilões mais poderosos do universo, é retratado de maneira que facilmente daria uma excelente série de espionagem e ação. A liberdade narrativa que o roteirista teve aqui, o coloca facilmente entre os melhores títulos da Nova Marvel.

Esta fase já foi publicada aqui no Brasil pela editora Panini Comics de forma completa num mix mensal que o personagem dividiu com o Capitão América, e como sempre a Panini traz um excelente material da Nova Marvel em formato capa dura nesse encadernado. Ótima iniciativa para conquistar novos leitores, obrigatória para quem ainda não leu nada.

Gavião Arqueiro – Minha Vida como uma Arma
Panini Comics
Roteiro: Matt Fraction
Arte: David Aja / Javier Pulido
Lombada quadrada
Capa dura
17 × 26 cm
Papel LWC
152 páginas
R$ 26,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/05/Gaviao-Arqueiro-Minha-Vida-Arma-Panini-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/05/Gaviao-Arqueiro-Minha-Vida-Arma-Panini-1-300x282.jpgDiego LimaNas bancas / Nas livrariasDavid Aja,Gavião Arqueiro,Javier Pulido,Matt Fraction,Minha Vida como uma Arma,PaniniA Marvel Comics conseguiu dois autores de primeiro escalão para comandar a revista do Gavião Arqueiro: o roteirista Matt Fraction, que já passou por X-Men, segurou Homem de Ferro e Thor quando estavam no cinema, fora a sua carreira nos quadrinhos autorais, com a HQ Casanova e o desenhista...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe