A Editora Nemo publicou muitos álbuns em 2012, e destacou uma grande parte do seu catálogo para o público infantil, chegando a lançar a linha “Quadrinhos para todos”, que estreou no Brasil com a série europeia “Boule & Bill”, criada em 1959 pelo belga Jean Roba e agora continuada por seu ex aluno e assistente , Laurent Verron. São histórias curtinhas, coloridas e recheadas de aventura, que tem como protagonista um cachorro chamado Bill e seu dono, Boule, e o tema central é a amizade.

“Ao Ataque” é o primeiro livro da série, que até agora conta com 33 publicações. São 44 histórias curtinhas, de apenas uma página que retratam as aventuras de Boule, um menino de aproximadamente 10 anos, e seu cachorro Bill, o protagonista, junto com a tartaruga Caroline (que é apaixonada por Bill) e família.

Nessa primeira HQ, Boule brinca bastante de ser pirata e Bill é um comilão, o centro das atenções, talvez por esse motivo o título descreva bem o quadrinho, apresentando os dois amigos, da forma mais divertida possível.

O desenho bem arredondado de Verron e um o texto conduzido de forma curta e sucinto como tirinhas, faz o leitor lembrar “Peanuts” de Charles Schulz (tirinhas de 1950) e também de “Calvin e Haroldo”, Bill Watterson, principalmente da maneira como Boule conversa com Bill, como se realmente falasse.

O segundo livro da série,“Semente de Cocker”, repete a mesma estrutura: 44 histórias curtinhas e Bill se apresenta como um cão cada vez mais esperto e que apronta sempre. As histórias seguem o mesmo padrão de “Ao Ataque”, cheias de humor e aventura.
Um ponto interessante, comparada com o primeiro volume é que esse álbum contém um sumário, o que facilita a navegação do leitor no livro.

Observando o desenho bem arredondado e grosso e com forte appeal conclui que essa série está totalmente apta para ser uma série de animação, então, fiz uma busca “Bill e Boule” no Google e logo apareceram vários episódios, em francês, com duração média de 6 minutos.

Aparentemente existem 2 versões da série animada: uma de 1975 e outra mais recente. No episódio mais antigo, Boule é bem diferente dos quadrinhos, é tudo muito quadrado e lembra banstante os desenhos clássicos do “Pica Pau” e “Tom e Jerry” (1940), o que consegue ser resgatado no mais recente, onde os desenhos passam a ser mais arredondados seguinda a linha da HQ.

Um ponto ruim é que ambas as animações perdem a qualidade do traço de Verron, os personagens são desenhados apenas com um traço fino. As hitórias são mais longas, mas não perderm a essência das trapalhadas e aventuras de Bill e Boule.

Mas voltando aos álbuns, apesar das histórias serem curtas, elas são bem o cotidiano infantil: cheio de brincadeira, aventura e ingenuidade. Esse clima causa sorrisos ou até gargalhadas no leitor. É um quadrinho infantil que todos devem ler.

Vale a leitura e também uma olhadinha nas animações.

Boule & Bill – Ao Ataque!
Série: Boule & Bill
Editora Nemo
Autor: Laurent Verron a partir de Jean Roba
Tradução: Fernando Scheibe
48 páginas
20 x 28 cm
R$ 14,90

Boule & Bill – Semente de Cocker
Série: Boule & Bill
Editora Nemo
Autor: Laurent Verron a partir de Jean Roba
Tradução: Fernando Scheibe
48 páginas
20 x 28 cm
R$ 14,90

Thailiny CruzNas bancas / Nas livrariasBill,Boule,NemoA Editora Nemo publicou muitos álbuns em 2012, e destacou uma grande parte do seu catálogo para o público infantil, chegando a lançar a linha “Quadrinhos para todos”, que estreou no Brasil com a série europeia “Boule & Bill”, criada em 1959 pelo belga Jean Roba e agora continuada...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe