BomDeBriga“Não precisamos correr sozinhos os riscos da aventura, pois os heróis de todos os tempos a enfrentaram antes de nós. O labirinto é conhecido em toda a sua extensão. Temos apenas de seguir a trilha do herói e lá, onde temíamos encontrar algo abominável, encontraremos um deus. E lá, onde esperávamos matar alguém, mataremos a nós mesmos. Onde imaginávamos viajar para longe, iremos ter ao centro da nossa própria existência. E lá, onde pensávamos estar sós, estaremos na companhia do mundo todo”. Joseph Campbell, “O Herói Das Mil Faces”.

Uma partida de futebol no meio da rua, a bola é chutada prá longe, um garoto vai buscar. A mãe aparece na janela e diz para o filho entrar, pois está anoitecendo, os amigos dizem à ela que ele foi buscar a bola. Tudo parece como na época em que eu era garoto. Parece apenas.

É com esse começo simples e sem muitas pretensões que começamos a nossa leitura de Bom de Briga, de Paul Pope, lançado aqui no Brasil em junho do ano passado pela Quadrinhos da Cia. Álbum foi o vencedor do Eisner Awards de 2014, na categoria melhor publicação para jovens adultos (entre 13 e 17 anos).

bodme-550x698Um começo simples para uma história premiada com louvor. Pope, já conhecido por muitos leitores de quadrinhos por seu trabalho mainstream com Batman e também pelo seu trabalho autoral Escapo (que até o Tim Burton está tentando adquirir os direitos para uma adaptação cinematográfica), faz em Bom de Briga uma releitura e uma homenagem aos grandes clássicos dos quadrinhos e consegue produzir uma mitologia totalmente nova.

Em sua sequência inicial de abertura, Pope apresenta em um ritmo alucinante a cidade de Arcopolis, que quando chega à noite, monstros saem a procura de crianças. Toda cidade tem um herói, e essa não seria diferente. Haggard West, o protetor da cidade, é uma mistura de super-herói e cientista, mas logo após essas primeiras páginas ele é morto. A gang dos monstros venceu.

Longe dali, flutuando no espaço uma cidade habitada por deuses. Um pai volta do seu trabalho, reencontra a mulher e vai enviar o filho para o “ritual de iniciação”. Sua missão: salvar a cidade de Arcopolis.

bom-de-briga-thor-e-filhoPercebam que até aqui a história flui muito rápido, e várias referências já foram usadas. O herói caído, a cidade caótica que perde a sua única esperança, a cidade dos deuses, isso só falando das óbvias. Muita coisa está no traço, percebam que o pai do nosso herói é praticamente Thor, e o nosso herói caído, Haggard West (homenagem á a Adam West?), é um amálgama de Rocketeer com Batman.

Ainda temos outros personagens que fazem a trama ficar mais interessante: Aurora, a bela filha de Haggard West, um prefeito que só se interessa por sua imagem e muitos, muitos monstros, desde demônios tradicionais, até os poderosos aos kaijus (monstros gigantes japoneses). Referência atrás de referência.

sadisto bom de brigaBom de Briga possui armas (presentes dados por seus pais): algumas camisetas que lhe conferem algum poder por meio de tótens, um par de braceletes para se comunicar com pai em caso de necessidade e a sua capa. Isso é suficiente para um herói iniciante? Claro que não.

Aqui cabe uma observação que faz Bom de Briga ganhar tantos leitores. É uma história infanto-juvenil. É uma história de um adolescente. E como um adolescente qualquer, quando a coisa aperta ele liga pedindo conselhos: pai como posso matar um monstro?

A saga de Bom de Briga está apenas começando, e confesso que quando comecei a ler, pensei “mais uma aventura banal”, mas não… o humor, a ironia e a arte de Paul Pope, me deixaram de queixo caído. A obra faz jus à toda “excitação” que gira ao seu redor.

Agora é aguardar o segundo volume.

Bom de Briga
Quadrinhos na Cia
Autor: Paul Pope
Título original: Battling Boy
Tradução: Daniel Pellizzari
Acabamento: Brochura
Colorido
15,5 x 21,6 cm
208 páginas
R$ 40,00

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/02/bsBIG313-bom-de-briga-paul-pope1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/02/bsBIG313-bom-de-briga-paul-pope1-300x300.jpgFloreal AndradeNas bancas / Nas livrariasBATTLING BOY,Bom de Briga,Daniel Pellizzari,Paul Pope,Quadrinhos na Cia“Não precisamos correr sozinhos os riscos da aventura, pois os heróis de todos os tempos a enfrentaram antes de nós. O labirinto é conhecido em toda a sua extensão. Temos apenas de seguir a trilha do herói e lá, onde temíamos encontrar algo abominável, encontraremos um deus. E lá,...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe