Na reformulação que a DC Comics promoveu, um dos personagens que teve mais alterações em seu universo e nos personagens secundários com certeza foi o Batman. Aqui no Brasil você encontra as aventuras do Homem-morcego em duas publicações: Batman e A Sombra do Batman.

Hoje falarei sobre A Sombra do Batman, publicação com 148 páginas e lombada quadrada, que reúne sete títulos ligados ao universo do Cavaleiro das Trevas: Batman & Robin, Batwing, Batgirl, Mulher Gato, Capuz Vermelho e os Foragidos, Asa Noturna e Batwoman.

Batman & Robin

Roteiro: Peter J. Tomasi | Arte: Patrick Gleason

Um título bem interessante. A dinâmica entre Bruce Wayne e Damian (sem trocadilhos) é sensacional. A arrogância de Damian com a falta de tato de Bruce traz situações simplesmente hilárias de um Batman aprendendo a ser pai. Essa primeira história traz Bruce levando Damian para conhecer um pouco sua história, porém o garoto que se acha totalmente preparado, quer é “descer a lenha em criminosos” e não precisa de elos emocionais.

Arte está muito boa e mistura um efeito bem sombrio sempre que Batman está em cena, sem deixar de ter uma coloração muito interessante quando não.

Batwing
Roteiro: Judd Winick | Arte: Bem Oliver
Boa história, porém cedo pra opinar. Um personagem interessante, David Zavimbe, é um policial do Congo, que faz parte de um dos escolhidos por Bruce Wayne para representar o Batman pelo mundo. Bem diferente do Batman que conhecemos tradicionalmente, David enfrenta um cenário muito mais corrupto em uma “Terra de Ninguém”. Na história, David investiga a morte de um antigo herói da Republica do Congo.

A arte bastante realista é de cair o queixo. Acredito que seja um título de grande potencial.

Batgirl
Roteiro: Gail Simone | Arte: Ardian Syaf
Aqui fica minha decepção pessoal. Perdemos grandes personagens, ambas as Batgirls anteriores eram mais legais do que Barbara Gordon como Batgirl, mas isso nem de longe é o pior. Oráculo era uma das personagens mais legais da DC Comics nos últimos tempos e simplesmente nunca existiu no universo pós Reboot.

Não que a história seja ruim, muito pelo contrario, é muito bem escrita e desenhada, traz Barbara contra um grupo de assassinos em série que assaltam e matam suas vítimas após os aterrorizarem, vestidos de monstros como, Fantasma, Diabo, Drácula e Frankeistein.

Nesta edição somos apresentados a nova origem de Barbara, onde o tiro que ela levou do Coringa não a aleijou definitivamente e ela é confrontada pelas lembranças quando enfrenta os criminosos.

Mulher Gato
Roteiro: Judd Winick | Arte: Guillen March

Titulo bastante polêmico, especialmente pelas poses nada ortodoxas de Selina desenhadas por March, além da já famosa cena de Sexo de Batman e a deliciosa Gatuna desenhadas pelo mesmo, simplesmente assim, Batman chega ao apartamento de Selina que já vai pro “abate” com o Morcegão, que não dá mais a menor margem para as piadinhas com o Robin após a última página, apesar de algum engraçadinhos com certeza farão outro tipo de piada lendo as palavras finais de Selina.

Capuz e os Foragidos
Argumento: Scott Lobdell | Arte: Kenneth Rocafort

Disparado o título mais fraco do encadernado. Não é que seja péssimo, mas não mantém o nível das outras histórias, com um agravante para a personalidade “dada” de Estelar, que gerou bastante reclamações entre os fãs DCnautas.

Temos aqui Roy Harper (com as duas mãos felizmente), Jason Todd (como o Capuz) e a já citada Estelar, logo nas primeiras páginas Jason salva Roy que estava preso no Curac, onde tinha ido salvar o povo de um ditador local, o sérviço não deu certo e ele acaba preso, e o grande momento da edição chega ao fim na página 4. Depois disso o único destaque fica para a já citada personalidade (e as curvas) da Estelar.

Asa Noturna
Roteiro: Kyle Higgins | Arte: Eddy Barrows
Gostei muito da história do Asa, que fala bastante do seu alterego Dick Grayson, voltando ao circo onde tudo começou e fortalecendo assim ainda mais o personagem.
Dick vai visitar o circo, que depois de muitos anos está de volta a Gotham, encontrando assim velhos amigos, mas acaba cruzando com um assassino de aluguel que foi contratado para matá-lo. Somos apresentados aqui a um novo vilão que ainda não foi revelado o nome.

Batwoman
Roteiro: J. H. Willians III | Arte: Amy Reeder
Simplesmente excelente. Desenhada magistralmente e com uma narrativa impressionante, Batwoman empolga do início ao fim.
Somos apresentados aqui a Kate Kane em uma história que é dividida em duas partes nas páginas, onde a parte de cima narra um evento da Batwoman e a de baixo de seu alterego Kate. Quem narra a história? BATMAN. Preciso dizer mais?

Fabio AranhaNas bancas / Nas livrariasA Sombra do Batman,Batman,DC Comics,Novos 52,PaniniNa reformulação que a DC Comics promoveu, um dos personagens que teve mais alterações em seu universo e nos personagens secundários com certeza foi o Batman. Aqui no Brasil você encontra as aventuras do Homem-morcego em duas publicações: Batman e A Sombra do Batman. Hoje falarei sobre A Sombra do...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe