ShowImage.aspxA quinta edição de Miracleman que a editora Panini leva até as bancas brasileiras tem três capítulos que foram publicados originalmente em três edições sucessivas da revista Warriors em 1983. Para completar a edição, um capítulo adicional consiste em uma história nova do Miracleman intitulado simplesmente “1957”.

Todos estes capítulos funcionam muito bem, construindo a história bem como o interesse em ler seus capítulos sucessivos. No geral, há uma intrigante mistura de prenúncio, mistério, intriga e interação de personagens em desenvolvimento. Ciente dos mistérios de sua origem, Miracleman agora se adapta à sua nova vida.

Miracleman n° 5 da panini part 03Alan Moore faz um grande negócio em conexão com o Dr. Gargunza, criador do Miracleman. No início desta edição, ele parece estar observando uma caça ao jaguar na América do Sul. A implicação parece ser que Gargunza criou pelo menos mais um Super-Humano. As forças que quase o destruíram começam a agir nos bastidores, e seu primeiro alvo é Liz, a esposa de Mike Moran, que carrega em seu ventre o filho do herói mais poderoso do universo.

Em outra cena, um diálogo interno entre Johnny Bates e seu álter ego, Kid Miracleman, nos traz um Kid deliciosamente mal e um Johnny vacilante e dizendo que ele “não vai” deixar Kid fora em vez do que ele “não pode”, sugere que o leitor estará vendo mais de Kid Miracleman fora de casa. Talvez não em um futuro muito distante, as dicas sobre Kid Miracleman são manipuladas através de um intercâmbio tenso e envolvente.

Infelizmente, eu ainda não tenho certeza do que Moore está fazendo com Evelyn Cream, o agente que fez uma parceria com Miracleman. Eu ainda não compreendo plenamente a intenção, se foi um monólogo interior que ele estava tendo na última edição e aqui ele acorda de um sonho muito estranho. Mas Evelyn Cream o chama para ajudar a sua investigação sobre o desaparecimento de sua esposa.

Miracleman n° 5 da panini part 33Acontece uma simples interação entre Miracleman e um garoto chamado Jason Oakey. É uma troca simples aonde Miracleman vem através do menino na mata (ou vice-versa) e demonstra que ele é um super-herói. O menino então pergunta se ele pode proteger o mundo de uma guerra nuclear. Este é um capítulo maravilhosamente escrito e mostra a humanidade tanto no menino e tanto do Miracleman.

Há algo bonito nesta interação amigável simples e a resposta de Miracleman de “Eu não gostaria de prometer… mas eu faço o meu melhor” em conexão com evitar a guerra nuclear é simples, honesto e esperançoso. O garoto responde com “Tudo bem. Não posso dizer mais justo do que isso”. Curiosamente, este tornou-se um dos meus momentos favoritos da série.

Miracleman n° 5 da panini part 24Há muito pouco a reclamar nesta edição. É outra excelente série de reimpressões de uma história que (por todas as contas) foi excelente quando foi originalmente impressa. No geral, cada edição mostra uma melhora tanto na escrita de Alan Moore e na arte de Alan Davis, ambos demonstram imenso talento e capacidade.

Eu ainda estou ansioso para mais e se você não está lendo isso agora, então o que você está esperando?

Miracleman n° 5 – Livro Dois: A Síndrome do Rei Vermelho
Editora Panini
Roteiro: Alan Moore
Arte: Alan Davis
Minissérie mensal
17 x 26 cm
Papel LWC
52 páginas
R$ 7,50

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/05/Miracleman-n°-5-da-panini-capa.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/05/Miracleman-n°-5-da-panini-capa-300x300.jpgDiego LimaNas bancas / Nas livrariasA Síndrome do Rei Vermelho,Alan Davis,Alan Moore,Miracleman,PaniniA quinta edição de Miracleman que a editora Panini leva até as bancas brasileiras tem três capítulos que foram publicados originalmente em três edições sucessivas da revista Warriors em 1983. Para completar a edição, um capítulo adicional consiste em uma história nova do Miracleman intitulado simplesmente '1957'. Todos estes capítulos...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe