Deadpool-Meus-Queridos-Presidentes-Nova-MarvelEssa leva de encadernados da Nova Marvel que chega às bancas brasileiras pela editora Panini Comics surpreendeu, cativou e conquistou muitos leitores, atraindo um público renovado, mas também publicou muita coisa não tão boa, como o arco dos Fabulosos Vingadores, que é bem fraco, mas no fim das contas é uma história importante para estabelecer a nova equipe e o momento que a raça mutante passava na sociedade.

Um dos títulos mais recentes dessa leva que chegou às bancas foi “Deadpool – Meus queridos presidentes”, um compilado do primeiro arco da revista mensal do Deadpool, que saiu por aqui no mix de “X-Men Extra” há algum tempo.

Como muitos sabem, Deadpool é um personagem que nos últimos anos se tornou o mercenário favorito das telonas e dos gibis, agindo em certos casos como herói e, em poucas vezes, como vilão. Atuando como um mercenário que usa alta tecnologia, é conhecido pelo seu fator de cura e por não ser parado por ninguém, sempre cumprindo sua missão, mesmo que isso envolva alguns prédios derrubados ou pilhas de corpos no caminho.

Deadpool-Nova-Marvel-Meus-Queridos-Presidentes-3Suas piadas com vilões e colegas de equipe lhe renderam o apelido de “Merc with a mouth” (algo como “Mercenário Tagarela”). Assim como Wolverine, Deadpool é um produto do Projeto Arma X, do governo canadense, embora seu local de nascimento seja desconhecido.

O arco do encadernado é bem fraco. Nem mesmo dois comediantes americanos trabalhando nos roteiros e nas piadas salvaram o humor da revista, que não diverte e apenas fica insanamente recheada de piadas internas.

O mote principal da história é um ex-agente doido da Shield que resolve ressuscitar todos os antigos presidentes americanos para “salvar o país” do momento caótico que vivemos graças aos heróis e vilões que brotam a todo momento. Obviamente, algo dá errado e eles retornam como zumbis, destruindo tudo para criar um novo mundo ideal. Como os Vingadores não podem intervir por conta da imagem de heróis socando a cara dos presidentes, os bons moços decidem chamar alguém que não se importa nem um pouco com a sua própria imagem ou critica: Deadpool.

Deadpool-Nova-Marvel-Meus-Queridos-Presidentes-1Mas a história não engrena.

Outro ponto muito criticado pelos fãs, é o elenco da HQ, Thor tem uma leve aparição, mas a agente gordinha da Shield foi quase intragável. Uma agência de segurança internacional que contrata obesos para operações de campo? Inexplicável.

Deadpool continua, ao longo de toda a história, enfiar mais e mais piadas que são totalmente nacionalistas, logo, se você não tem o mínimo de conhecimento de história americana, vai ficar um pouco de fora de tudo. Até mesmo o Doutor Estranho faz uma rápida pontinha, contando algumas piadas ruins, o que também não faz muito sentido.

Deadpool-Nova-Marvel-Meus-Queridos-Presidentes-2O resto é sangue e porradaria franca. Outro ponto bem fraco é que neste arco, Deadpool tem um rosto e corpo bem bizarros, meio mofado, sem sangue, parecendo um pano velho, apesar de ele ser mutilado, não é bem assim que estamos acostumados a vê-lo, e o pior, faz com que o leitor quase confunda o personagem título com os zumbis.

A Panini teve a inteligente ideia de abraçar arcos interessantes da Marvel Now em encadernados para explorar o público, mas Deadpool atende apenas a grandes fãs, e com o surto de popularidade depois do filme, podemos esperar mais uns 3 ou 4 encadernados dele nas bancas em breve. Vamos aguardar que as futuras escolhas dos editores sejam mais interessantes.

Deadpool – Meus queridos presidentes
Encadernado (edições 1 a 6 de Deadpool)
Panini Comics
Roteiro: Gerry Duggan e Brian Posehn
Arte: Tony Moore
Capa Dura
Colorido
140 páginas
17 x 26 cm
R$ 26,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/04/Deadpool-Nova-Marvel-Meus-Queridos-Presidentes.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2016/04/Deadpool-Nova-Marvel-Meus-Queridos-Presidentes-300x290.jpgVini MoreiraNas bancas / Nas livrariasBrian Posehn,Deadpool,Gerry Duggan,Marvel,Panini,Tony MooreEssa leva de encadernados da Nova Marvel que chega às bancas brasileiras pela editora Panini Comics surpreendeu, cativou e conquistou muitos leitores, atraindo um público renovado, mas também publicou muita coisa não tão boa, como o arco dos Fabulosos Vingadores, que é bem fraco, mas no fim das contas...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe