Toda oportunidade para ler os quadrinhos argentinos, mesmo que seja uma vez por ano vale a pena, portanto a segunda edição da revista Fierro, editada pela editora Zarabatana, já merece estar na coleção dos amantes das HQs simplesmente por ser publicada.

A publicação já começa muito bem com a história “Aquele Inverno de 1974”, tragicômica HQ sobre Juan que trabalha numa agência de propaganda, com o belo roteiro de Carlos Trillo com a arte de Pablo Túnica.

Outra bela reunião, novamente beirando o trágico, mas com pitadas de humor é “O Auto de Siriapo”, que fala sobre os poderes sobrenaturais de um velho automóvel americano, de Sáenz Valiente e De Santis.

“Fumo” desenhos de Enrique Breccia e roteiro de Juan Sasturain conta em seis páginas um pouco da história da colonização das Américas, somente com uma pergunta e uma resposta repetida 3 vezes. Definitivamente brilhante! Salvador Sanz é outro que em apenas duas páginas conta um pouco das marcas deixadas pela ditadura argentina.

”Encontro” que não se me engano já havia sido publicado no Brasil na revista Animal há mais de 20 anos, fala da reunião de três gênios do jazz: Duke Elligton, Charles Mingus e Max Roach. Uma ótima oportunidade para quem não conhecia o trabalho de Carlos Sampayo no roteiro e os expressivos desenhos de José Muñoz.

Um amigo que leu a revista me disse que a HQ que ele mais gostou foi “A Vida é Bela” com a pena e o humor afiado de Sergio Langer. Essa HQ que fala sobre campos de concentração com humor, faz lembrar mais o filme de Radu Mihaileanu chamado ”Trem da Vida” sobre a fuga de um vilarejo inteiro disfarçado como nazistas.

Para quem quer rir muito, recomendo as divertidas histórias do “Coelho de Alice”, a homenagem de Adão Iturrusgarai ao mestre de humor Frances Wolinsky. A edição ainda conta com o humor impagável de Copi, Gustavo Sala, El Niño Rodriguez e o meu preferido, Lucas Varela e seu nada infantil boneco Paolo Pinocchio com a hilariante aventura “Paolo Pinocchio regressa ao inferno, lugar de onde ele nunca deveria ter saído”.

Mantendo a fórmula da edição anterior, você confere a arte de artistas brasileiros dentro da Fierro, e no número dois você não pode deixar de ver o trabalho dos sempre competentes Fábio Zimbres, Vitor Cafaggi e Fábio Moon.

Do time brazuca, eu destaco a história muito bonita de Laudo Ferreira, que fala dos artistas e sua labuta com um humor muito refinado. São três páginas esplêndidas. Fiz questão de usar o conta fios (lupa usada em artes gráficas) para olhar os detalhes dos desenhos.

Fierro nº 2 nos traz 160 páginas de puro prazer com a bela finalização gráfica de sempre que a editora Zarabatana vem apresentando em seus álbuns. Imperdível.

Fierro Brasil n° 2
Antologia de Historietas Argentinas e Quadrinhos Brasileiros
Diversos Autores
Publicado em março de 2012
Editora: Zarabatana Books
Lombada quadrada
Colorido
21 x 28 cm
160 páginas
R$ 59,00

Floreal Andradehq que aconteceAdão Iturrusgarai,Carlos Sampayo,Carlos Trillo,Copi,El Niño Rodriguez,Enrique Breccia,Fábio Moon,Fábio Zimbres,Fierro,Gustavo Sala,José Muñoz,Juan Sasturain,Laudo Ferreira,Lucas Varela,Pablo Túnica,Salvador Sanz,Sergio Langer,Vitor Cafaggi,Zarabatana BooksToda oportunidade para ler os quadrinhos argentinos, mesmo que seja uma vez por ano vale a pena, portanto a segunda edição da revista Fierro, editada pela editora Zarabatana, já merece estar na coleção dos amantes das HQs simplesmente por ser publicada. A publicação já começa muito bem com a história...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe