Em 2011 a NEMO editora surgiu com uma promessa: ter em sua cartela de publicações bons títulos produzidos por autores nacionais, mais excelentes quadrinhos internacionais. Pois bem, promessa dita, promessa cumprida!

No que se diz respeito aos quadrinhos internacionais, Era a guerra de trincheiras, de Jacques Tardi, é um excelente exemplo de um trabalho editorial bem feito. A editora trouxe uma obra ganhadora de prêmios internacionais, e soube fazer a sua apresentação: o belo álbum em capa dura e com 128 páginas, traz logo de cara um texto de abertura em que o autor diz que não fez um trabalho de historiador da primeira grande guerra, mas sim que contou varias histórias não em ordem cronológica sobre a guerra.

Apesar de não se considerar um historiador, Tardi fez uma pesquisa minuciosa de vestuário, armas, arquitetura, literatura e cinema da época do conflito, além de conversar com pessoas que lutaram na guerra ou foram testemunhas dela, ou seja, fez um trabalho de historiador, mas soube retratar isso como poucos!

O autor mostra todo conflito da Primeira Guerra (1914-1918), com uma HQ que foi lançada em 1983 com título de “O Buraco da Ogiva”. Inicialmente ele fala do ano de 1917, e em mais de 100 páginas são mostrados vários momentos da primeira guerra “moderna” da humanidade, onde foram experimentadas as novas invenções: gases mortais, aviões de combate e tanques de guerra.

Tardi na sua HQ tem atenção voltada para o homem: “…o que prende minha atenção é o homem, independente de sua cor ou nacionalidade, o homem que usamos, o homem cuja vida não vale nada nas mãos de seus senhores… essa constatação banal continua sendo verdade hoje”.

Com seu traço marcante, sua HQ tem o real objetivo de mostrar a situação brutal e desumana dos campos de batalha: “não há herói, não há personagem principal, nesta aventura coletiva lamentável que é a guerra”.

Uma curiosidade: entre as várias histórias contadas, existe uma que Tardi narra em 9 páginas que virou um filme com direção de Stanley Kubrick, estou falando de Glória Feita de Sangue de 1957.

Para quem não conhece o trabalho de Jacques Tardi, o álbum da NEMO é uma boa dica. Quadrinhos extraordinários!

Era a Guerra de Trincheiras
Título original: C’était la guerre des tranchées
Autor: Jacques Tardi
Editora NEMO
128 páginas
22,5 x 29,5 cm
R$ 49,00

Floreal Andradehq que aconteceEra a guerra de trincheiras,Jacques Tardi,NemoEm 2011 a NEMO editora surgiu com uma promessa: ter em sua cartela de publicações bons títulos produzidos por autores nacionais, mais excelentes quadrinhos internacionais. Pois bem, promessa dita, promessa cumprida! No que se diz respeito aos quadrinhos internacionais, Era a guerra de trincheiras, de Jacques Tardi, é um excelente...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe