“Azul é a Cor Mais Quente” conta a história de Clémentine, uma adolescente como tantas outras, cheia de dúvidas sobre si mesma e sobre a vida, tentando se encontrar enquanto suas únicas obrigações giram em torno de ir bem na escola e se divertir com as colegas.

Ela não sente nenhum prazer em sair com garotos, mas faz isso por pressão das amigas – o que só contribui para aumentar suas angústias existenciais.

Um belo dia, por acaso, ela avista uma garota de cabelos azuis no meio de uma praça. A imagem da garota fica marcada em sua mente, tanto que passa a se tornar uma presença constante em seus pensamentos – ao ponto, inclusive, de provocar-lhe sonhos eróticos.

Depois de algum tempo – e também por acaso – ela finalmente conhece a tal da garota de cabelos azuis, Emma. As duas ficam amigas e passam a se verem cada vez mais, num relacionamento que vai se tornando mais íntimo e intenso.

Mas, para viverem plenamente todos os sentimentos e sensações que a relação desperta, Clémentine tem que enfrentar uma série de obstáculos. A começar por ela mesma que, num primeiro momento, refuta a ideia de ser lésbica. Depois vem a desaprovação dos “amigos” e, por fim, a rejeição da família.

A arte de Julie Maroth apresenta um competente trabalho de aquarela na qual, obviamente, a cor azul ganha um papel de destaque. Interessante é a iluminação psicológica que a autora utiliza em determinadas passagens da HQ nas quais a felicidade da personagem gera a fonte de luz da cena – nada original, mas sempre muito bacana de se ver.

A diagramação com os vários espaços em branco dá o ar poético e intimista que a história sugere. Os quadros de páginas inteiras são poucos, mas todos muito significativos.

Uma pena que a edição da Martins Fonte não apresente nenhuma informação sobre a autora ou sobre a obra – que ganhou diversos prêmios mundo afora. Mas, nada que tire o prazer de leitura.

O álbum é um sensível tratado sobre o amor – e as passagens das cartas que Clémentine escreve à Emma são as mais românticas – que fala sobre uma garota que teve a sorte de encontrar um sentimento verdadeiro e a coragem de lutar por ele e pagar o preço que lhe foi cobrado.

Azul é a Cor Mais Quente

Editora: Martins Fonte
Autora: Julie Maroth
160 páginas
17,5 x 25,5 cm
R$ 39,90

Alexandre Manoelhq que aconteceAzul é a Cor Mais Quente,Julie Maroth,Martins Fonte“Azul é a Cor Mais Quente” conta a história de Clémentine, uma adolescente como tantas outras, cheia de dúvidas sobre si mesma e sobre a vida, tentando se encontrar enquanto suas únicas obrigações giram em torno de ir bem na escola e se divertir com as colegas. Ela não sente...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe