Depois de nos presentear com duas excelentes obras do quadrinhista e ilustrador australiano Shaun Tan, “A Chegada” e “A Árvore Vermelha”, a Edições SM publicou o seu terceiro álbum desse artista que nos traz belas imagens usando uma técnica que misturam pintura, desenho e colagem.

Em uma bela e cuidadosa edição, o álbum com 32 páginas nos leva a conhecer a curiosa história de um garoto encontra uma coisa perdida no meio da rua, e depois de pedir ajuda ao amigo Pete, não consegue encontrar um lugar para a coisa e finalmente a leva para casa, aonde os pais do garoto não gostam da coisa e pedem para ele se livrar dela.

Mais uma vez Shaun Tan se utiliza de uma grande imaginação e de imagens delicadas para retratar de maneira singela, e até infantil, assuntos delicados como a indiferença das pessoas que estão presas a rotina e não conseguem mais observar uma coisa perdida imensa no meio da rua.

Acompanhem um determinado menino que está decidido a achar um lar para a coisa, e veja a trajetória do garoto (que tem uma coleção de tampinhas), que ao final da jornada vai deixar um nó na garganta dos adultos que ao crescerem já não tem olhos para as coisas perdidas e nem para coleções de tampinhas.

Tan parece ser um especialista ao misturar uma atmosfera fantástica com problemas reais sem perder a delicadeza e o seu objetivo, e vale lembrar que com este trabalho, o autor recebeu menção honrosa da Feira Internacional do Livro Infanto-juvenil de Bolonha, na Itália, e o Children’s Book Council of Australia.

E parece que falar sobre consumismo e burocracia para Tan é um assunto que transborda as páginas, e depois de produzir essa maravilhosa história, “A coisa perdida” serviu de inspiração para a adaptação de uma animação produzida pelo próprio Shaun e Andrew Ruhemann, e ainda de quebra ganhou o Oscar na categoria Curta de Animação em 2011.

“A coisa perdida”, como não poderia deixar de ser, é outro belo trabalho do premiado de Shaun Tan e seus seres surreais e cidades fantásticas. Altamente recomendado para adultos e crianças. Não perca tempo, preste atenção no acaso e garanta a sua coisa perdida.

Para finalizar, não poderíamos deixar de colocar a animação que ganhou o Oscar que é inspirada na obra. Confira:

A coisa perdida
Coleção: SM/ Quadrinhos
Autor-ilustrador: Shaun Tan
Tradutor: Sérgio Marinho
23,5 x 31 cm
32 páginas
R$ 37,00

Floreal Andradehq que aconteceA coisa perdida,Sérgio Marinho,Shaun Tan,SMDepois de nos presentear com duas excelentes obras do quadrinhista e ilustrador australiano Shaun Tan, “A Chegada” e “A Árvore Vermelha”, a Edições SM publicou o seu terceiro álbum desse artista que nos traz belas imagens usando uma técnica que misturam pintura, desenho e colagem. Em uma bela e cuidadosa...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe