all the bright places por lugares incríveis editora seguinte 2015 companhia das letras jennifer niven resenhaEsse livro partiu meu coração. Não pela reviravolta, não pela surpresa, mas por ser tão simples e verdadeiro. Eu chorei tanto.

Esse livro é uma crítica a todas as pessoas omissas e a todos os pais negligentes. Sobre o estigma e o preconceito que cerca a morte por suicídio e os transtornos mentais. Sobre depressão. Sobre como somos cruéis com as pessoas que sofrem de doenças que não podemos ver. Sobre como é perder quem amamos. Sobre bulling, sobre vida, morte e dor. Meu coração continua partido. Eu ainda estou chorando. Não sei quando vou conseguir parar.

Não sei vocês, mas eu amo sofrer lendo livros, pois assim posso sentir na prática o poder que os livros bons exercem sobre as pessoas. O poder dos livros. O poder do autor, e o pacto que ele tem com o leitor.

Por lugares Incríveis parece um livro adolescente bestinha. Estrutura simples, enredo óbvio, escrita cômica e triste ao mesmo tempo. Mas ele vai além. Ele não quer te surpreender com acontecimentos inesperados: pelo contrário, ele te pega desprevenido mesmo quando você já suspeita qual será o final da história. Isso prova que livros bons não precisam de surpresas. Droga, ainda estou chorando.

A linda da Jennifer Niven (ela é muuuito linda mesmo), mostra o ponto de vista dos sobreviventes: daqueles que são obrigados a aturar um mundo onde as pessoas que eles amam já se foram. Daqueles que precisam seguir em frente, daqueles que precisam perdoar, daqueles que precisam se perdoar. Mas também tenta mostrar o ponto de vista de quem precisou de ajuda, mas não encontrou. Daqueles que não viam o suicídio como uma opção, mas como um único caminho possível. Daqueles que nos deixam furiosos por terem nos abandonado, mas cujos lugares nunca tomamos para nós. Cujos lados, nunca tentamos entender.

No final, a autora diz algo marcante: “as pessoas raramente levam flores para um suicida”.

E a verdade é que o mundo está repleto de gente mal interpretada, repleto de pessoas que precisam de ajuda, e quem tem poder para lhe dar esta ajuda, prefere não fazer nada.

No início achei melhor que John Green, melhor até que Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo, até que me dei conta de que é muito maior que isso tudo. Ele tem a missão de oferecer ajuda, uma mão amiga, um sábio conselho, a enorme e grandiosa vontade da autora de oferecer uma opção aos que sofrem por ser diferentes, e aos que já tentaram ou pensaram em se suicidar.

Jennifer Niven All teh Bright Places Por Lugares Incríveis editora SeguinteNo início parece uma outra versão de “As Vantagens de Ser Invisível” com “Carta de Amor aos Mortos”, mas é muito melhor. Você se apega demais aos personagens, você sofre tanto por eles. Acreditem, é bem melhor do que qualquer um desses juvenis top de vendas. Esse livro devia bombar nas listas de mais vendidos no lugar de “A Culpa é das Estrelas”.

Em suma, Violet perdeu a irmã, que também era sua melhor amiga, num acidente de carro. Traumatizada, sobe na Torre do Sino da escola determinada a se suicidar. Mas Finch tinha chegado primeiro, e ao falar com ela, faz com que perceba que na verdade, ela não quer se suicidar. Ajuda a menina a sair do parapeito e voltar com segurança, e fazem um pacto: já que Finch era conhecido como Theodore Aberração, eles diriam a quem perguntasse que ela estava ali para lhe salvar a vida.

Apesar do tema forte, é lindo, engraçado, caloroso. Apesar de te partir o coração.

Preciso também elogiar a capa maravilhosa, e a tradução inteligente. Um excelente trabalho.

Quando termino de escrever esses parágrafos, leio a sinopse na capa. E tem um comentário da autora de “a probabilidade estatística do amor à primeira vista”, Jennifer Smith, que preveu exatamente o que eu senti lendo o livro, e que você provavelmente vai sentir:

“Esta é uma história sobre a vida e a morte, a esperança e o luto, a luz e a escuridão. Mas, acima de tudo, é uma história de amor … vai partir seu coração e relembrar o que significa estar vivo”.

Por favor, leiam.

Por Lugares Incríveis
Editora Seguinte
Título Original: All THE bright places
Autor: Jennifer Niven
Tradução: Alessandra Esteche
Gênero: Romance Juvenil
335 páginas
Ano (edição): 2015

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/01/Por-Lugares-Incríveis-01.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/01/Por-Lugares-Incríveis-01-300x300.jpgSue Lobofora das HQsAlessandra Esteche,Editora Seguinte,Jennifer Niven,Por Lugares IncríveisEsse livro partiu meu coração. Não pela reviravolta, não pela surpresa, mas por ser tão simples e verdadeiro. Eu chorei tanto. Esse livro é uma crítica a todas as pessoas omissas e a todos os pais negligentes. Sobre o estigma e o preconceito que cerca a morte por suicídio e...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe