moon_abertura

Moonshadow foi uma das HQ`s que meu tio me deu quando decidiu dar embora sua coleção. Veio junto numa caixa que continha sandman`s, orquídea negra, os livros da magia e talvez mais algumas coisas, não tenho certeza.

Foi uma passagem de entrada para todo um novo universo de HQ`s que eu nunca tinha visto: tanto as ilustrações quanto os roteiros eram diferentes e novos pra mim. Ali definitivamente começou um novo período da minha jornada.

Me lembro de pegar todos e dar um boa olhada em todos aqueles gibis e simplesmente parar em Moonshadow: doze capítulos tos com aquela arte maravilhosa e o roteiro de JM Dematties que não m deixavam parar de ler nunca mais.

Tá voltamos ao começo: Eu abri o primeiro volume a era simplesmente maravilhoso! Quer dizer, era todo colorido e indefinido e meio hippie e de certa forma era eu escrito ali: Um moleque magrelo, de cabelo escorrido e que era o maior nerd literário de todos os tempos!

moon_1

Tá, eu admito: eu nunca fui o maior nerd literário de todos os tempos, essa parte é um exagero de minha parte, mas me deixem generalizar e exagerar um pouco sim? Ou essa coluna vai acabar com um monte de “se não” e “se tirando em tais  e quais situações” o que torna tudo muito mais chato e pouco funcional! Mas divago…

E a coisa continuou, e como continuou! Moonshadow faz uma aventura épica pelo espaço sideral todo, encontrando raças e planetas e religiões e profetas e messias pela séria toda. Isso foi algo que me conquistou totalmente quando eu li Moonshadow: Essa riqueza desleixada de criar todo um universo e livros e etc e simplesmente tratar disso como a coisa mais natural do mundo.

moon_2

Parece bobagem, mas quem já leu gibis de heróis conhece aquela página que recapitula tudo e torna a história bem ouço interessante.

Não, não tem em todas, mas  na época aquilo foi importante pra cacete pra mim, foi uma passo a frente pra mim!

moon_3

Eu, assim como quase todos que leram fiquei encantado e assustado com os GL Doses! Que idéia genial: um monte de bolas luminosas que voam por aí espalhando o caos e simplesmente bagunçando as coisas! E eles tinham um Zoo! E era assim com meio que toda a estória: Tudo sendo meio aleatório e non-sense e me parecia que todas as escolhas serviam para trazer o clima certo,para transformar Moonshadow naquela maravilha altamente divertida e instigante que é cada um dos doze capítulos.

moon_5

Ok, Ira! Tenho que parar e mencionar esse ser. Ira é talvez o melhor coadjuvante de todos os tempos. Ira vai além de relutante, ele está lá contra a vontade e contra o seu gosto.

Desde o começo, nada o contenta. Nem o zoo, nem Moonshadow, nem ser soldado, enfim: Ele passa o tempo todo absolutamente contrariado, nenhuma vontade de estar ali e de fazer a porra da viagem para o despertar junto coma droga daquele moleque chato.

moon_6

Ele é como um irmão mais velho quando a gente tem cerca de treze anos: ele te detesta mas nem por isso vai te deixar morrer. Além da sua função na história tem o personagem em si: o chapéu, o rabinho de pompom, o enorme gosto por pornografia, os charutos e as bebidas.

Ele é um irmão mais velho de todos nós, aquele que meio que vira seu pai quando seu pai não está por ali, ou quando ela é uma enorme bola reluzente que não faz nenhum sentido.

moon_7

Devo admitir que não foi uma leitura que se abrir em frente aos meus olhos, eu tive de ler e ler e ler ate começar a sacar tudo, se é que saquei.

Até hoje em dia eu pego referencias novas, a cada leitura Moonshadow fica maior, com mais nuances, as tintas de Kent Williams ganham outros contornos, mais profundida e as cenas de JM DeMatties se aprofundam, bem como as referencias transparecem no texto, o subtexto aparece aos nossos olhos.

Uma vez me falaram que a gente tem que ler O Pequeno Príncipe várias vezes para pegar as várias nuances da história. Eu digo que Moonshadow é um pequeno príncipe dos quadrinhos, mas com mais aquarelas e um tanto maior. A cada leitura ele cresce, a cada leitura eu sei que eu sou, sempre fui e sempre serei Moonshadow. E você também.

moon_8

Dados da HQ

Moonshadow
Autores: John Marc DeMatteis (roteiro), Jon J. Muth (pinturas), Kent Williams (pinturas capítulos 6, 10 e 12) e George Pratt (pinturas capítulos 11 e 12).
Editora: Globo
Preço: Depende do sebo e da lábia
Número de páginas: 32 por edição, 12 edições
Data de lançamento: Dezembro de 1990 a Maio de 1991
Vai ter que andar um pouco para encontrar.

Bruno Garciado fundo da estanteGeorge Pratt,John Marc DeMatteis,Jon J. Muth,Kent Williams,Moonshadow,VertigoMoonshadow foi uma das HQ`s que meu tio me deu quando decidiu dar embora sua coleção. Veio junto numa caixa que continha sandman`s, orquídea negra, os livros da magia e talvez mais algumas coisas, não tenho certeza. Foi uma passagem de entrada para todo um novo universo de HQ`s que...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe