Texto de: Fabricio Altran

Depois do ritmo frenético do volume anterior, com o fim do torneio Mahora, a série retoma o tom bem-humorado que marcou seu início e sua predecessora Love Hina.

Aqui, temos como coadjuvantes centrais duas alunas que tiveram alguns momentos de destaque na série e uma que apareceu rapidamente em volumes anteriores: Chachamaru, Chisame e Ako respectivamente.

As coadjuvantes da série são muito encantadoras, em especial Chisame, que nesse volume demonstra uma certa bipolariedade, Chachamaru, um robô apaixonado e Ako (a menos notável da edição), uma garota que tem consciência de ser apenas coadjuvante na história.

Num geral, a série tem uma variação muito brusca de ritmos, ora muito intensa, ora muito pastelão, o que acaba gerando uma certa estranheza na leitura. É o exemplo desse volume, que trás um ritmo muito mais lento e cômico, do que a final eletrizante da edição 26.

Para alguns, pode ser um ponto negativo, por parecerem séries distintas, para outros pode soar como um respiro de alívio entre sagas emocionantes.

Renato LebeauJBC,mangá,negimaTexto de: Fabricio Altran Depois do ritmo frenético do volume anterior, com o fim do torneio Mahora, a série retoma o tom bem-humorado que marcou seu início e sua predecessora Love Hina. Aqui, temos como coadjuvantes centrais duas alunas que tiveram alguns momentos de destaque na série e uma que apareceu...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe