Entre os anos de 2001 e 2006, o quadrinhista Lorde Lobo editava o “Areia Hostil”, um prozine que tinha espaço para as histórias em quadrinhos nacionais, e que chegou a ter quinze edições publicadas. De acordo com Lorde Lobo, um prozine é uma revista independente com postura profissional.

Tendo iniciando de forma bastante simples, publicando apenas artistas da cidade do Rio Grande (RS), a produção foi ganhando espaço e, em pouco tempo, contava com colaboradores de vários cantos do Brasil. Nas primeiras edições, a capa já era colorida, mas por meio de serigrafia. Só na edição número 12 é que o título passou a contar com uma capa impressa em offset.

Apesar do relativo sucesso, ao chegar na 15ª edição, mais nenhum outro número foi lançado, para a tristeza de muitos leitores e, principalmente, de diversos quadrinhistas independentes, que enxergavam as páginas da Areia Hostil como uma vitrine para os seus trabalhos. Logo em seguida da publicação da última edição, o site do prozine também saiu do ar, deixando assim, a lacuna ainda maior.

Lorde Lobo tenta agora amenizar a saudade do título por meio de um blog recentemente criado, onde ele fez um resgate de todas as edições, com reproduções das capas e um breve resumo de cada edição.

Para conferir esse resgate do Arei Hostil acesse o blog Areia hostil.

Renato LebeauquadrinhosAreia Hostil,Lorde LoboEntre os anos de 2001 e 2006, o quadrinhista Lorde Lobo editava o 'Areia Hostil', um prozine que tinha espaço para as histórias em quadrinhos nacionais, e que chegou a ter quinze edições publicadas. De acordo com Lorde Lobo, um prozine é uma revista independente com postura profissional. Tendo iniciando...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe