Quem acompanha o mercado editorial brasileiro sabe que um filão que cresce a cada ano é o das histórias em quadrinhos, que a cada dia assumem cada vez mais um formato de livro, as famosas graphics novels, e ocupam as prateleiras das livrarias. Essa migração das bancas de jornal para livrarias e lojas especializadas foi nitidamente absorvida pelas editoras tanto que dos dez maiores grupos editoriais no País, 9 publicaram quadrinhos nesta década, e quatro possuem selos exclusivos para o segmento.

Esse foi um dos argumentos que o quadrinhista Wagner Willian, autor de ‘Bulldogma’ e ‘Lobisomem Sem Barba’ apresentou para publicar nesta última segunda-feira, 9/1, uma carta aberta pedindo a inclusão da categoria “Quadrinhos” no Prêmio Jabuti, a mais tradicional premiação do mercado editorial brasileiro.

Além da carta direcionada à Câmara Brasileira do Livro, responsável pela premiação, um abaixo-assinado pedindo a criação e inclusão da categoria “Quadrinhos” foi criado e até o momento da publicação deste texto já contava com mais de mil assinaturas apoiando essa ideia. Entre criadores, editores, jornalistas e outros, já assinaram Laerte Coutinho, Marcello Quintanilha, Wagner Willian, Érico Assis e Pedro Cobiaco, Eloar Guazzelli, Sidney Gusman, Rogério de Campos, Marcelo D´Salete, Mika Takahashi, Bárbara Malagoli, Fábio Moon e Gabriel Bá, entre outros.

O Impulso HQ conversou com Wagner Willian, segundo colocado na categoria Ilustração do Jabuti em 2015, que junto com Érico Assis e Ramon Vitral redigiram a carta que cita que o Jabuti já criou “categorias para contemplar segmentos diversos do mundo editorial” e “a proporção de material nacional, produzido por quadrinistas brasileiros, é pujante e crescente. A melhor comprovação que temos desta pujança está nas premiações que começam a aparecer para livros em quadrinhos brasileiros no exterior”.

“Em uma noite de premiações do Jabuti no ano de 2015, estive lá com meu editor Guilherme Kroll para recebermos nossas estatuetas. Foi eletrizante e ficamos com os cabelos em pé ao saber que naquela mesma noite, Maurício de Sousa seria o homenageado. Infelizmente, não fomos contemplados com essa categoria no ano passado. Tendo em vista a relevância artística e mercadológica das HQs nesses últimos anos, senti a urgência de propor esse questionamento: será 2017 o ano em que o maior prêmio do livro reconhecerá a importância da nona arte? Claro que tive um pontapé motivacional de meu amigo Mamede, que incentivou a alavancar isso.”

A ideia de propor uma categoria “Quadrinhos” no Prêmio Jabuti não é novidade. Há tempos quadrinistas e editores brasileiros de HQs pedem esse reconhecimento da premiação que vem incluindo ao longo dos últimos anos várias HQs dentro das suas categorias, mas como ilustração e não como linguagem literária própria.

Tendo em vista que em três dias a iniciativa já alcançou mais de mil assinaturas é certo que alcançará as 1.500 desejadas como meta inicial e com certeza irá ultrapassar. Wagner Willian falou ao Impulso HQ sobre essa reação positiva à iniciativa.

“Está sendo maravilhoso ver tanto apoio (passamos das mil assinaturas). A expectativa é a mesma da carta aberta, de que tenhamos ainda este ano a categoria História em Quadrinhos ao lado das demais premiações do Jabuti. Algo que agregará valor ao Jabuti, à editora e aos autores em uma dimensão nacional e internacional também.”

O Impulso HQ entrou em contato com a assessoria da Câmara Brasileira do Livro que respondeu com a nota de Luís Antonio Torelli, presidente da CBL.

“O Prêmio Jabuti nasceu em 1958, com apenas duas categorias (melhor autor e editora do ano), e seguiu crescendo e se consolidando como o mais tradicional prêmio do livro no Brasil. Hoje, já contamos com 27 categorias, além da escolha dos livros do ano de ficção e não-ficção. Receber um pedido como esse, para incluirmos HQs no Jabuti, comprova a importância do prêmio para todo o mercado editorial. No decorrer dos anos novas categorias foram contempladas e não descartamos a criação de “História em quadrinhos” como uma delas. A CBL receberá com muito carinho este pedido e encaminhará para a curadoria do prêmio.”

Artistas, editores e profissionais que trabalham no mercado editorial brasileiro de quadrinhos mais uma vez se unem para fortalecer ainda mais e importância das Histórias em Quadrinhos e finalmente ter uma categoria dedicada a essa linguagem seria um modo da Câmara Brasileira do Livro reconhecer a relevância artística e mercadológica da nona arte.

Você pode conferir o texto na íntegra em busca de assinaturas e, é claro, apoiar essa iniciativa, clicando aqui.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/premio-jabuti-historias-em-quadrinhos.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2017/01/premio-jabuti-historias-em-quadrinhos-150x150.jpgRenato LebeauquadrinhosPrêmio Jabuti,Wagner WillianQuem acompanha o mercado editorial brasileiro sabe que um filão que cresce a cada ano é o das histórias em quadrinhos, que a cada dia assumem cada vez mais um formato de livro, as famosas graphics novels, e ocupam as prateleiras das livrarias. Essa migração das bancas de jornal...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe