Sylvia Feer, Montserrat e Simone Beatriz

Uma das palestras que aconteceram dentro da Arena Comix, espaço dedicado para esse tipo de atividade dentro da Fest Comix, foi com as integrantes do Palestra Studio Seasons, Montserrat, Sylvia Feer e Simone Beatriz que durante o evento lançaram seu novo título, o mangá Zucker.

O objetivo da palestra foi apresentar não só a equipe do Studio Seasons, mas também falar sobre a produção nacional de mangás e como foi feita a produção de Zucker, desde processo de planejamento até seu lançamento como um volume único.

A roteirista e desenhista Montserrat apresentou ao público o Studio Seasons: “Em 1995 eu conheci a Sylvia e a gente teve uma idéia meio estranha de fazer quadrinhos no Brasil”.

Montserrat destacou algumas das dificuldades pelas quais o grupo passou em seu inicio como a falta de referências, a escassez de títulos no mercado, a falta de materiais adequados para se fazer mangá, a ausência de locais que ensinassem o estilo etc. “Antigamente quando você procurava a palavra ‘mangá’ na internet aparecia um site de produtores de manga”, brincou Montserrat, que completou: “Até japonês a gente teve que aprender um pouquinho para conseguir melhores informações”.

As coisas começaram a melhorar em 2002 quando o trio lançou as HQs “Sete dias em Alesh” e “Oiran”, ambas pela Hant Editora. “Aconteceu uma coisa curiosa, as HQs venderam muito bem, entretanto, a editora quebrou em seguida”, relembra Montserrat, “mas conseguimos provar que o material, quando tem qualidade, vende”, acrescentou.

Depois disso, o trio publicou algumas tiras na revista estadunidense Florida Review. Uma parte dessas tiras também foi publicada na revista Neo Tokyo, onde o grupo podia publicar 4 tiras por edição. “Pode parecer pouco, mas para quem produz é uma oportunidade muito importante. É uma vitrine onde você tem que conquistar mais espaço”, disse Montserrat.

Com a boa repercussão dessas tiras, as garotas conseguiram mais 2 páginas da revista para publicar seus trabalhos. E foi nesse momento que apresentaram a HQ Zucker. O bom relacionamento com o corpo editorial da Neo Tokyo foi amadurecendo e com isso surgiu a oportunidade de fazer uma edição contendo a história completa de Zucker. Mas Monserrat alerta: “A HQ que saiu pela revista não é a mesma que sai agora pela New Pop”.

Isso se deve a um peculiar método utilizado pelo grupo de desenhar cada requadro das páginas separadamente e em tamanho maior, “para podermos acrescentar mais detalhes aos desenhos”, explica Montserrat. Com essa parte do processo feita, as integrantes podiam diagramar e rediagramar as páginas conforme desejassem.

Depois, as meninas responderam perguntas da platéia, apresentaram suas influências e Montserrat finalizou a palestra comentando sobre o público brasileiro: “O brasileiro tem um poder aquisitivo limitado, então quando ele vai comprar alguma coisa, ele quer algo que valha seus 10 ou 15 reais. O leitor brasileiro é muito exigente e isso é bom porque forçam os autores a melhorarem cada vez mais”.

Para conhecer mais o Studio Seasons acesse www.studio.seasons.nom.br
_________________________________

Em breve aqui no Impulso HQ mais coberturas de palestras que aconteceram dentro da Fest Comix, e um post de cobertura falando sobre o evento. Aguardem.

Alexandre ManoelquadrinhosFest Comix,mangá,Montserrat,Simone Beatriz,Studio Seasons,Sylvia Feer,ZuckerSylvia Feer, Montserrat e Simone Beatriz Uma das palestras que aconteceram dentro da Arena Comix, espaço dedicado para esse tipo de atividade dentro da Fest Comix, foi com as integrantes do Palestra Studio Seasons, Montserrat, Sylvia Feer e Simone Beatriz que durante o evento lançaram seu novo título, o mangá...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe