manole

Visto no Blog dos Quadrinhos – por Paulo Ramos

No momento em que esta matéria é escrita, um encontro em São Paulo oficializa o surgimento do selo Amarylis, da editora Manole. Um dos objetivos é publicar quadrinhos.

Por ora, o investimento no setor ainda dá os primeiros passos, pelo que se pôde apurar. O planejamento editorial inclui, até agora, dois trabalhos em quadrinhos, ambos nacionais.

Um deles são as tiras de “Fala, Menino!”, do autor baiano Luis Augusto Gouveia. Segundo a editora, o contrato com ele já está assinado.

A série ganhou projeção ao abordar a diferença de forma lúdica. O protagonista, Lucas, é um menino que não fala.

A infância dele é representada por meio dos pensamentos e das ações.
O outro projeto do selo editorial da Manole – voltado também à literatura, poesias e a obras de não-ficção – é uma versão em quadrinhos da Revolta dos Malês.

O contrato de produção também está assinado, de acordo com a editora.

A revolta escrava ocorreu em Salvador em 1835. O texto é escrito por Reinaldo Seriacopi. Os desenhos são do jornalista e ex-sócio da editora Opera Graphica Franco de Rosa.

A aposta numa adaptação de evento histórico sinaliza que o novo selo também esteja interessado na venda de obras em quadrinhos para o governo federal.

Neste ano, pelo menos três editoras – Agir, Ática e Companhia das Letras – têm projetos de adaptações literárias nos moldes das compradas pelos programas governamentais.

O surgimento do selo editorial foi noticiado pelo blog em agosto do ano passado. Desde então, o Amarylis publicou quatro obras.

A mais recente é lançada justamente no evento paulistano desta segunda à noite. É um livro sobre Itaipu, escrito pelo jornalista Tão Gomes Pinto.

Das demais, a que tangencia a área de quadrinhos é “Baltimore  e o Vampiro”, escrita por Christopher Golden e lançada em outubro de 2008.

O que aproxima o livro dos quadrinhos é a arte, feita pelo norte-americano Mike Mignola, criador do personagem Hellboy.

A editora também pretende reeditar o livro “Alceu Penna e As Garotas do Brasil – Moda e Imprensa, 1933-1980”, do jornalista e escritor Gonçalo Junior. A obra tinha sido lançada em 2004 pelo CLUQ, Clube dos Quadrinhos, e deve ganhar novo tratamento editorial.

Visto no Blog dos Quadrinhos – por Paulo Ramos

Renato LebeauquadrinhosAgir,Amarylis,Ática,Companhia das Letras,ditora Manole,Luis Augusto GouveiaVisto no Blog dos Quadrinhos – por Paulo Ramos No momento em que esta matéria é escrita, um encontro em São Paulo oficializa o surgimento do selo Amarylis, da editora Manole. Um dos objetivos é publicar quadrinhos. Por ora, o investimento no setor ainda dá os primeiros passos, pelo que se...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe