Está de volta o projeto da Revista Quadreca, publicação de quadrinhos da Escola de Comunicação e Artes da USP. Criada em 1977 pelos alunos do curso de editoração, a revista já teve altos e baixos e foi cancelada e ressuscitada diversas vezes. Nas suas páginas já foram publicadas histórias de grande nomes do quadrinho nacional como Laerte em 1978, uma das capas já foi assinada pelos gêmeos Gabriel Bá e Fábio Moon e foi o local da primeira HQ de Daniel Esteves em uma publicação.

Apesar de ter 40 anos, o projeto é pouco conhecido e desde 2010 alguns alunos do curso de Editoração têm trabalhado para o retorno da revista. O grupo já conta com apoio de uma editora universitária para bancar a impressão, mas continua como um projeto independente da USP.

Camila Cysneiros, uma das integrantes que encabeçam o grupo para o retorno da Quadreca, conversou com o Impulso HQ sobre a volta da publicação. Confira:

Impulso HQ: Por que esse retorno agora?
Camila Cysneiros:
Apesar de tanta história, a Revista Quadreca, em suas 15 edições, permaneceu como um projeto interno dos estudantes da USP, mais especificamente dos alunos de Editoração. Em 2010, um aluno do curso, o Daniel Argento, reuniu um grupo de interessados em revitalizar a Quadreca e expandi-la para fora da Universidade. Daí, criou-se o Projeto Quadreca.

IHQ.: Quem está a frente da publicação (algum editor)?
C. C.:
A Revista Quadreca, atualmente, é um selo de quadrinhos da Editora Com-Arte, editora-laboratório sem fins lucrativos do curso de Editoração da Escola de Comunicações e Artes da USP. Essa editora universitária faz parte de uma disciplina do curso ministrada pelo Prof. Dr. Plinio Martins Filho, portanto é ele o editor responsável. Como aluna do 5º semestre de Editoração, estou coordenando o Projeto Quadreca e sendo a responsável pela publicação da revista pela Com-Arte.

IHQ.: Como a publicação começou e qual o papel dela no cenário dos quadrinhos?
C.C.:
Em 1977, à frente da disciplina “Editoração de histórias em Quadrinhos”, a professora Sonia M. Bibe Luyten lançou a revista Quadreca. A ideia era a elaboração de um projeto que ensinasse aos alunos as técnicas e os critérios para a edição de HQs. No início, eram publicados HQs e artigos dos próprios alunos, ou conhecidos destes, dessa disciplina, portanto a revista não saia muito do universo USP.

IHQ.: Importantes nomes do quadrinho nacional já passaram pela revista nesses 40 anos. Por que você acredita que o projeto ainda seja pouco conhecido?
C.C.:
Basicamente porque os alunos procuravam os quadrinhistas, ou seja, resultava em produto muito restrito e pouco divulgado. Não tínhamos como investir em divulgação e, por isso, muitos quadrinhistas e cartunistas nunca encontraram a Revista Quadreca.

IHQ.: A revista já tem alguma data de lançamento? Qual seria o formato, quantidade de páginas e o preço?
C.C.:
Não temos como planejar a data de lançamento, pois as inscrições vão até o dia 15 de julho, por isso o lançamento pode ser de um mês a dois meses depois do encerramento das inscrições. O formato padrão da revista é o americano e a quantidade de páginas, em média, é 66, o preço também deverá ser revisto quando lançarmos a 17ª edição, mas as Quadrecas #11, #13 e #15 estão sendo vendidas por R$5,00, atualmente.

IHQ.: Os interessados em participar da Quadreca devem mandar o material para onde?
C.C.:
As inscrições são pelo nosso site. Basta clicar em ‘Participe’ e lá se encontram todas as orientações e limitações para o envio do material.

IHQ.: Há outras atividades relacionadas a quadrinhos programadas pelo grupo além da revista?
C.C.:
Sim há. Um dos objetivos do Projeto Quadreca e lançar uma coleção de livros com artigos e trabalhos científicos relacionados ao universo das HQs e, assim, promover a pesquisa em Histórias em Quadrinhos. Além disso, pensamos em montar palestras e fóruns para a discussão de HQ’s e demais atividades envolvidas. Mas isso é um projeto futuro.
_________________________________

Lembramos aos leitores do Impulso HQ que o projeto Quadreca está abertos para receber material para a próxima publicação até o dia 15 de julho. Será aceito resenhas, trabalhos acadêmicos, roteiros, ilustrações, tiras, HQ’s e mangás. No site é possível encontrar mais informações sobre o Projeto Quadreca, principalmente as questões de envio de material. A Quadreca também está no Facebook e Twitter.