Robert Crumb se une a David Zane Mairowitz para, em uma sintonia perfeita, narrar em formato de graphic novel as sempre intercaladas vida e obra de Franz Kafka

Aproveitando a vinda de Robert Crumb no Brasil a editora Desiderata anuncia Kafka de Crumb, um híbrido de biografia ilustrada e história em quadrinhos, com a arte de Crumb e texto de David Zane Mairowitz, e prefácio de Allan Sieber, um dos principais nomes da atual geração de quadrinistas brasileiros.

A graphic novel é uma prazerosa jornada visual através da vida e da obra de Franz Kafka ―um dos mais misteriosos e idiossincráticos autores de todos os tempos ― e foge dos clichês e lança um olhar original sobre as comumente mal interpretadas questões kafkianas, se tornando um prato cheio tanto aos leitores iniciados de Kafka e Crumb, cujos trabalhos se revelam surpreendentemente complementares, quanto àqueles que desejam ser apresentados a esses artistas que, apesar de não terem nascido no mesmo século, responderam, cada um a seu modo, às questões impostas pela vida moderna.
Os autores constroem uma narrativa biográfica muito mais completa do que as aparentes limitações do formato podem vir a indicar. Está tudo presente: a infância em Praga, o pai opressor, a dificuldade em se relacionar com as mulheres, o judaísmo.

“Aqueles que conheceram bem Kafka sentiam que ele vivia atrás de uma ‘parede de vidro’”, afirma Mairowitz. “Ficava ali, sorrindo, amável, bom ouvinte, amigo fiel e, no entanto, de alguma forma, inacessível. Um emaranhado de complexos e neuroses, ele conseguia dar a impressão de distanciamento, graça, serenidade e, algumas vezes, até de SANTIDADE”, escreve, completando: “Sua capacidade de engolir seu medo dos outros e dirigi-lo contra si mesmo, em vez de contra sua origem, é a matéria- prima de toda a sua obra.”

Além de iluminar a vida do autor, o livro é pontuado com representações ilustradas dos trabalhos de Kafka, momentos nos quais a criatividade de Robert Crumb tem espaço para brilhar: as bizarras situações tragicômicas de histórias como A metamorfose, O processo, O castelo e Na colônia penal abrem espaço para que a genialidade perversa do cartunista possa fluir sem limitações.

Os autores traçam ainda uma revisão crítica do termo “kafkiano” e abordam, sem deixar de lado o humor, a banalização do imaginário concebido pelo escritor. “Kafka conseguiu virar pelo AVESSO esse terror interno, algumas vezes evocado deliciosamente ― com ele mesmo ferido e mutilado em seu centro ―, CONTANDO HISTÓRIAS”, afirma Mairowitz.

“Ele não tinha uma visão do mundo discernível para utilizar em seu trabalho, nenhuma filosofia que o guiasse, somente lendas espantosas retiradas de um subconsciente extraordinariamente agudo. Na melhor das hipóteses, um humor identificável permeia seu trabalho, misterioso e difícil de localizar com precisão. Isso permitiu que os “açougueiros” da cultura moderna o transformassem em um ADJETIVO.”
Allan Sieber escreve no prefácio que “falar do estilo de Crumb é chover no molhado: está tudo ali, ao mesmo tempo muito detalhado e muito sintético. Desenho e texto encontram uma simbiose perfeita, em que o desenhista não perde sua personalidade nem compromete a obra do autor com firulas e maneirismos desnecessários. Parece fácil, mas não é. Kafka e Crumb, na verdade, têm muita coisa em comum. Ambos são especialistas na difícil arte da autodepreciação sem despertar piedade e obcecados pela mitologia judaico-cristã. E ninguém desenha pessoas atormentadas atualmente melhor do que Crumb.”

Kafka de Crumb

Autores: Robert Crumb e David Zane Mairowitz
Tradução: José Gradel
Editora Desiderata
20 x 28 cm
184 páginas
R$ 39,90

Renato LebeaunotíciasAllan Sieber,David Zane Mairowitz,Desiderata,José Gradel,Kafka,Robert CrumbRobert Crumb se une a David Zane Mairowitz para, em uma sintonia perfeita, narrar em formato de graphic novel as sempre intercaladas vida e obra de Franz Kafka Aproveitando a vinda de Robert Crumb no Brasil a editora Desiderata anuncia Kafka de Crumb, um híbrido de biografia ilustrada e história...IMPULSO HQ é um site que se propõe a discutir histórias em quadrinhos e assuntos derivados como cinema, games e cultura pop em geral.
Compartilhe