Na HQ Os Devoradores de Vidas, lançada pela Mythos Editora em janeiro desse ano, a dupla David Brin e Scott Hampton traz uma história que se propõe a imaginar a situação: o que teria acontecido se, quando os Aliados estavam próximos da vitória na Segunda Guerra Mundial, os Nazistas tivessem conseguido a ajuda de deuses nórdicos?!

Isso mesmo, Odin, Thor, Loki… o panteão nórdico inteiro aparece na Terra e a guerra continua. Os alemães agora possuem aliados muito poderosos e a magia começa a ser tão presente na guerra quanto a tecnologia.

A chegada dos deuses acontece graças à rituais realizados pelos nazistas, que buscavam uma vantagem sobrenatural para a batalha. Esse interesse nazista pelo misticismo é bem documentado e já foi tema de várias publicações e filmes como o clássico Caçadores da Arca Perdida, de Steven Spielberg.

Uma das coisas mais legais no roteiro escrito por David Brin é perceber o exercício de imaginação que ele faz ao relacionar fatos e fantasia. Na HQ, o holocausto tinha fins ainda mais sinistros, pois a morte e a agonia humana eram usadas como forma de magia necromante para trazer os deuses antigos de volta a Terra.

Além disso, o autor imagina: e os norte-americanos? Como eles reagiriam às notícias de seres mitológicos vencendo as batalhas na Europa? Aos poucos essas respostas vão aparecendo na HQ, através de uma negação inicial, seguida da tentativa de explicar a presença dos aesir de forma científica. Com as seguidas derrotas no velho continente, a guerra parece cada vez mais distante de um fim, até que Loki aparece em uma base aliada disposto a colaborar e lutar contra seus semelhantes.

Com o desenvolvimento da história, o tempo passa e outros povos percebem que o uso da magia não serve apenas para trazer ao mundo deuses nórdicos. Os deuses Xintoístas aparecem como grandes aliados dos Aesir, enquanto em outras regiões como América do Sul e África “novos e temíveis inimigos” surgem, mudando o rumo da guerra e colocando a humanidade em meio a uma batalha climática.

Com a tomada de vários países, os “povos livres” precisam buscar novas formas de combater esses inimigos aparentemente invencíveis. Brin, mais uma vez, faz um exercício de imaginação muito interessante mostrando que em um mundo onde deuses politeístas surgem em vários pontos, as diferenças entre as vertentes das religiões monoteístas começam a parecer cada vez menores. E dessa união improvável é que o desfecho da história começa a ser desenhado.

David Brin revela no posfácio da edição que o romance original por trás de Os Devoradores de Vidas surgiu quando ele foi convidado para escrever em uma antologia chamada Hitler Victorious, uma coleção de contos que imaginava como os “mocinhos” poderiam ter perdido a guerra. Brin pode não ser um nome dos mais conhecidos nos quadrinhos, mas é um cientista e escritor best-seller vencedor do Prêmio Hugo com os livros Startide Rising e The Uplift War.
Ao longo da HQ é perceptível a posição que Brin tem a respeito da adoração e devoção da humanidade. O quadrinho possui muitos diálogos e para que se compreenda bem as questões dos personagens e suas relações com os deuses é necessária uma leitura um pouco mais atenta.

Scott Hampton já é um conhecido dos fãs de quadrinhos. Trabalhou em Batman, Sandman, Viúva-Negra e outros títulos, e faz um trabalho de arte excelente na HQ. Cenas de guerra mostrando o martelo de Thor derrubando um batalhão de inimigos, figuras mitológicas, navios e submarinos de guerra, a HQ é visualmente muito rica.

A edição da Mythos Editora conta com um prólogo da história, posfácio, extras sobre o processo de criação das páginas de Scott Hampton e biografias dos autores.

Se você curte bons quadrinhos de história, mitologia ou fantasia, Os Devoradores de Vidas tem tudo para ser uma excelente leitura.

Os Devoradores de Vidas
Mythos Editora
Escritor: David Brin
Artista: Scott Hampton
Tradutor: Octavio Aragão
Capa cartonada
Colorido
144 páginas
17 x 26 cm
R$ 34,90

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/02/os-Devoradores-de-Vidas-mythos-1.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2018/02/os-Devoradores-de-Vidas-mythos-1-150x150.jpgPedro FariaNas bancas / Nas livrariasquadrinhosresenhasDavid Brin,Mythos,Octávio Aragão,Os Devoradores de Vidas,Scott HamptonFacebook Twitter Instagram Youtube Na HQ Os Devoradores de Vidas, lançada pela Mythos Editora em janeiro desse ano, a dupla David Brin e Scott Hampton traz uma história que se propõe a imaginar a situação: o que teria acontecido se, quando os Aliados estavam próximos da vitória...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe