Marvelous-Cities-Belo-Horizonte-1Projeto em quadrinhos sobre Belo Horizonte é aprovado pela Lei Rouanet e propõe inclusão social

O projeto em quadrinhos “Marvelous Cities: Belo Horizonte” foi aprovado pela Lei Rouanet em outubro de 2015 e tem como pano de fundo mostrar a cidade sob o ponto de vista turístico e sociocultural para os seus leitores, através de uma história cheia de ação e aventura.

Trata-se de uma grande proposta, incomum aos quadrinhos produzidos no Brasil. Além de ser raro ter uma HQ aprovada para captar recursos (100% de isenção fiscal), utilizando a Lei Rouanet, o projeto contempla uma versão digital em português, em inglês, uma versão impressa e um audiolivro para deficientes visuais, algo inédito na área dos quadrinhos brasileiros.

“Queremos com este projeto estabelecer uma série em quadrinhos sobre cidades brasileiras que se destacam no cenário cultural do nosso país. Também pensamos em algo além: que seja um produto de exportação, mostrando nossa cultura para o mercado exterior, daí a tradução em inglês, já prevista no orçamento, e um produto sociocultural. A versão digital em português será gratuita, assim como a versão para audiolivro, voltado para o deficiente visual”, diz Marcelo Alves, autor do projeto.

Na trama, uma história que transcorre por toda cidade de Belo Horizonte, mostrando um pouco também sobre a sua fundação, o personagem principal, Ben Max Jr. é um professor de Geologia da UFMG que é contratado por uma empresa para realizar algumas análises em uma mina. Porém, há uma organização secreta, escondida sob a fachada da empresa, que tem outros interesses sobre o professor e que está relacionada ao desaparecimento do pai de Ben Max, ocorrido há 25 anos.

Serão 256 páginas com material extra, um volume considerado volumoso para os padrões de história em quadrinhos brasileiros independentes. O projeto foi apresentado na Rodada de negócios do FIQ-2015 de Belo Horizonte para editoras.

O projeto está em fase de captação de recursos, procura por parceiros e patrocinadores, e conta com um plano de negócios, pois uma das contrapartidas junto aos patrocinadores é o trabalho com merchandising de produtos e serviços, raro nos quadrinhos e bastante comum na indústria do cinema.

Marcelo Alves é mestre em Linguística pela UERJ, escritor, roteirista e produtor cultural. As ilustrações serão feitas por Dan Arrows, ilustrador e autor de Samurai Boy, professor universitário e mestre em Artes Visuais pela UFMG.

Este é o segundo projeto da série “Marvelous Cities”. O primeiro, “Marvelous Cities: Rio de Janeiro”, aprovado ano passado também pela Lei Rouanet, ainda está em processo de captação de recursos.

Para mais informações acesse o site www.primalstudio.com.br.

http://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/11/Marvelous-Cities-Belo-Horizonte.jpghttp://impulsohq.com/wp-content/uploads/2015/11/Marvelous-Cities-Belo-Horizonte-300x300.jpgRenato LebeauquadrinhosBelo Horizonte,Marcelo Alves,Marvelous CitiesProjeto em quadrinhos sobre Belo Horizonte é aprovado pela Lei Rouanet e propõe inclusão social O projeto em quadrinhos 'Marvelous Cities: Belo Horizonte' foi aprovado pela Lei Rouanet em outubro de 2015 e tem como pano de fundo mostrar a cidade sob o ponto de vista turístico e sociocultural para...O Impulso HQ é um site dedicado à cultura geek e traz, diariamente, novidades sobre quadrinhos, cinema e games, além de conteúdo em vídeo. Somos nerds a serviço do seu entretenimento. Bem-vindo!
Compartilhe